Tamanho do texto

Brasileiro se lesionou no segundo round ao acertar chute no joelho de americano, que se consolida como campeão

Chris Weidman é o legítimo campeão dos pesos médios do UFC. Mostrando que um raio pode cair duas vezes no mesmo lugar, o norte-americano derrotou novamente Anderson Silva e manteve o cinturão que tirou do brasileiro em julho. A vitória, porém, veio de uma forma que ninguém esperava: um nocaute técnico depois que Spider quebrou a perna esquerda ao tentar um chute a um minuto e 16 segundos do segundo round.

O que você achou da nova vitória de Weidman sobre Spider? Comente

Silva tentou ir para cima do rival após ser castigado em quase todo o primeiro assalto. O brasileiro buscava acertar a coxa de Weidman com um chute e o adversário se defendeu com o joelho. O resultado foi a canela quebrada do ex-campeão.

Leia:  Vice do TUF, Patolino vence por decisão unânime, e Tibau é nocauteado

Antes, Weidman já havia vencido o round inicial. O norte-americano conseguiu derrubar Anderson e o castigou com socos e cotoveladas. O brasileiro, no entanto, resistiu ao nocaute.

Esta foi a 11ª vitória da carreira de Weidman no MMA. O norte-americano segue invicto e deverá ter pela frente outro brasileiro como próximo desafiante: Vitor Belfort, que estava em Las Vegas asssitindo à luta.

Já Spider ainda tem sete lutas previstas em contrato pelo UFC, mas não deverá mais lutar pelo título. O prazo de recuperação ainda não está certo, mas não deverá ser menor do que seis meses.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.