Tamanho do texto

Primeiro evento oficial do UFC 147 tem exibição dos lutadores na Praça da Estação, no coração da cidade

Americano Russow treina na Praça da Estação sob olhar dos amantes do MMA
Frederico Machado
Americano Russow treina na Praça da Estação sob olhar dos amantes do MMA

Belo Horizonte finalmente respira o MMA. Nessa quarta-feira está sendo realizado o primeiro evento oficial do UFC 147: um treino aberto ao público na Praça da Estação, no centro da capital mineira. Entre curiosos e amantes da modalidade, a rotina em um dos pontos mais conhecidos da cidade foi alterada.

Leia também: Lesões recentes desfiguram o UFC e preocupam Dana White

Um ringue foi montado na Praça da Estação, chamando a atenção de quem por ali passava. Aos poucos, o público foi chegando para acompanhar de perto os lutadores que estarão em ação no evento principal do próximo sábado, no Mineirinho.

Veja também: TUF tem poucos nocautes e muito choro na televisão

"Gosto muito do (Fabrício) Werdum, do estilo de luta dele. Não vou ao evento no sábado e por isso vim para assistir ao treino hoje", declarou Igor Veríssimo, praticante de jiu-jitsu e que "matou" o treinamento para ver o ídolo em ação na Praça da Estação.

Outro que estava empolgado com a chegada do UFC a Belo Horizonte é o caminhoneiro Phillip Bayley, praticante de Muay Thai e TaeKwondo. "Não terá um evento como esse em Belo Horizonte por um bom tempo. Sou fã do Wanderlei Silva desde os tempos de Pride e vim para vê-lo em ação", revelou Phillip, que já garantiu sua entrada para o evento de sábado.

Adelino aproveitou a aglomeração do UFC para vender mais picolés
Frederico Machado
Adelino aproveitou a aglomeração do UFC para vender mais picolés

O lutador norte-americano Mike Russow gostou da recepção do público mineiro. "Esperava um território mais hostil, mas o povo daqui foi legal comigo. Mas sei que na hora da luta serei vaiado", relatou Russow.

Oportunidade
O vendedor de picolés Adelino Camargo aproveitou o calor e a reunião dos fãs do MMA na Praça da Estação para faturar. "O pessoal está tranquilo, sem brigas. Fiquei sabendo que teria esse evento hoje e vim para cá para vender mais picolés", revela Adelino 

Policiamento
Segundo o Tenente Nascimento, comandante da Polícia Militar na Praça da Estação, cerca de 25 PMs e 20 Guardas Municipais são responsáveis pela segurança no evento. Havia a preocupação sobre possíveis confrontos entre torcidas organizadas de futebol no local, assim como ocorreu em um evento de MMA em 2010, quando um torcedor do Cruzeiro foi morto por integrantes da Galoucura. Mas, segundo a PM, o clima era tranquilo na Praça da Estação e nenhuma ocorrência de destaque havia sido registrada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.