enhanced by Google
 
Avaí

Avaí

Oferecimento
Compartilhar:

História do Avaí

Veja as principais passagens da história do clube catarinense

iG São Paulo

  • Mudar o tamanho da letra:
  • A+
  • A-

Foto: Arquivo

Time de 1923, ano da fundação do clube

A história do Avaí teve início em 1923, quando o comerciante Amadeu Horn conheceu um grupo de garotos que costumava jogar bola na Rua Frei Caneca, no bairro Pedra Grande - atual Agronômica - , em Florianópolis. Amadeu, apaixonado por futebol, resolveu realizar o sonho dos meninos e decidiu presenteá-los com um conjunto completo uniformes. O material continha, além de bola e chuteiras, camisetas listradas em azul e branco, calções e meias azuis. Uma curiosidade que talvez alguns torcedores não saibam é que as cores foram escolhidas em homenagem ao extinto Riachuelo.

No dia 1º de setembro do mesmo ano, em uma reunião na casa do comerciante, os jovens atletas decidiram fundar um clube de futebol. O nome do novo time seria “Independência” e teria como presidente o próprio Amadeu Horn.

Quando tudo já estava praticamente decidido, Arnaldo Pinto de Oliveira chegou à reunião trazendo novas ideias e acabou influenciando os participantes a mudar o nome do time que estava sendo fundado. O argumento de Arnaldo era que Independência seria um nome complicado para a torcida gritar em apoio ao time. Como estava lendo um livro sobre a história do Brasil, ele propôs o nome Avahy, em referência à Batalha do Avahy.

Com a grafia Avaí, no ano seguinte à sua fundação, o clube tornou-se o primeiro time campeão do Campeonato Catarinense de Futebol. Com o tempo, o time passou a ser conhecido como “O time da Raça” ou “Leão da Ilha”.

Em 1930 aconteceu a inauguração do estádio Adolfo Konder, também conhecido como “Campo da Liga”. Em novembro de 1983, porém, o palco encerrou suas atividades com uma partida entre veteranos de Avaí e Figueirense (empate 1 a 1). A partir daí, iniciou-se a história de um novo estádio: Aderbal Ramos da Silva, a Ressacada.

A década de 30 foi marcada também por um feito histórico. Em 20 de fevereiro de 1938, aconteceu a maior goleada no clássico Avaí x Figueirense. Os avaianos venceram por 11 a 2, em partida que marcou a estreia de Saul no clássico da cidade. Mais tarde, ele se tornaria o maior artilheiro do duelo, com 41 gols em 45 jogos, atuando sempre pelo Avaí.

Foto: Arquivo

Imagem da partida em que o Avaí fez 11 a 2 no Figueirense

No ano de 1945, o Avaí aplicou uma das maiores goleadas do futebol Brasileiro, ao vencer pelo placar de 21 a 3 o Paula Ramos. Este feito está no Guinness Book (o Livro dos Recordes) e os gols foram marcados por Sapinho (6), Felipinho (5), Saul (5), Nizeta (3), Jacinto e Tião.

Antes mesmo de começar a jogar na Ressacada, o Avaí já figurava entre os times de elite do futebol brasileiro. A primeira participação do clube na série A do Campeonato Brasileiro aconteceu em 1974.

O título Campeonato Brasileiro da Série C, em 1998, foi o primeiro de âmbito nacional conquistado pela equipe. De 1999 a 2008, o Leão disputou a Série B, conseguindo outro acesso após 30 anos de ausência entre os melhores. A vaga na primeira divisão de 2009 veio com três rodadas de antecedência, ao vencer o Brasiliense, por 1 a 0, gol de Evando, aos 36 minutos do segundo tempo.

Foto: Site oficial

Marquinhos, ídolo do Avaí

No ano de seu retorno, o Avaí realizou a melhor campanha de um clube catarinense na história da competição, chegando na 6ª colocação, com 57 pontos. Devido à excelente marca, o Avaí detém o recorde de invencibilidade na Série A entre os clubes de Santa Catarina. O time permaneceu 11 partidas sem ser derrotado, sendo 08 vitórias e 03 empates.

O primeiro semestre de 2009 também foi de comemoração na Ressacada. Em maio, o time venceu a Chapecoense por 3 a 1, (no tempo normal), e por 3 a 0, (na prorrogação) e garantiu sua 14ª conquista estadual. O Avaí teve nomes como Eduardo Martini, Léo Gago, o meia Marquinhos, um dos maiores ídolos do clube, Caio e o próprio Evando. O técnico era Paulo Silas.

    Ver de novo