Tamanho do texto

Presidente do Cruzeiro disse que, quando não tem apito amigo, "fica difícil para eles", em referência ao Brasileiro de 2010

nullO presidente do Cruzeiro parece não ter esquecido a derrota para o Corinthians, na 35ª rodada do Campeonato Brasileiro do ano passado, por 1 a 0. O conturbado jogo, com arbitragem polêmica de Sandro Meira Ricci, rende assunto até hoje na Toca da Raposa II. O mandatário cruzeirense ironizou nesta terça-feira a precoce eliminação do time paulista na Copa Libertadores. "Quando não tem apito amigo, fica difícil para eles”.

A entrevista coletiva seria para anunciar a renovação do contrato do goleiro Fábio no Cruzeiro, até 2016. Mas, quando perguntado se teria gostado da eliminação do Corinthians pelo Deportes Tolima (COL), Perrella não perdeu tempo.

“Não gostei da eliminação, pois sou amigo do Andrés (Sanchez, presidente do Corinthians). Mas, quando não tem apito amigo, fica difícil para eles. Na Sul-Americana (Conmebol), não tem apito amigo, pelo menos para time brasileiro. Enquanto a gente fala, eles ‘hablam’. Se tiver que prejudicar clubes brasileiros, para eles é tranqüilo”, disse Perrella.

Vipcomm
Zezé Perrella ironizou a eliminação do Corinthians pelo Deportes Tolima, da Colômbia
Caso tivesse obtido a classificação diante do Tolima, o Corinthians seria adversário do Cruzeiro no Grupo 7 da Libertadores 2011, que se tornaria um autêntico "grupo da morte". No fim das contas, a chave ficou formada com Cruzeiro, Estudiantes, da Argentina, Guaraní, do Paraguai, e Deportes Tolima, da Colômbia.

A polêmica

Corinthians e Cruzeiro se enfrentaram pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2010, na luta direta pelo título. Ao final da partida, os cruzeirenses reclamaram muito do pênalti cometido pelo zagueiro Gil em Ronaldo, que resultou no gol do Fenômeno e que deu a vitória ao time comandado por Tite. Por conta das declarações nos vestiários do Pacaembu, insinuando que o juiz do jogo teria sido comprado e que o campeonato estaria esquematizado para terminar com título do Corinthians, Zezé Perrella chegou a ser suspenso por 30 dias pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.