Tamanho do texto

Valores doados para as vítimas do terremoto de 2010 teriam sido depositados em favor de ex-dirigente

AP
Jack Warner controlaria uma conta que recebeu recursos para as vítimas do terremeto no Haiti
Mesmo tendo renunciado à vice-presidência da Fifa , por denúncias de corrupção, Jack Warner continua vendo seu nome envolvido em escândalos. A TTFF (Federação de Futebol de Trinidad e Tobago) divulgou nesta quinta-feira desconhecer o destino de cerca de R$ 1,2 milhão, cujo destino original seria auxiliar as vítimas do terremoto do Haiti, ocorrido em janeiro de 2010.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Segundo a federação trinitina, os valores, enviados pela Fifa e pela federação sul-coreana de futebol, foram depositados em uma conta bancária controlada por Warner, a pedido do próprio dirigente. “A TTFF reconhece que os fundos para as vítimas do terremoto do Haiti em 2010 foram disponibilizados pela Fifa e pela federação sul-coreana, mas somos incapazes de confirmar o quanto foi recebido, uma vez que estas verbas foram para uma conta solicitada pelo senhor Warner”, afirmou o comunicado da TTFF.

Leia também: Jack Warner renuncia ao cargo de vice-presidente da Fifa

Autoridades do Haiti afirmaram que receberam por mais de R$ 100 mil do valor doado e por conta disso a Fifa congelou os fundos enviados à Trinidad e Tobago até que o escândalo seja esclarecido. Os dirigentes trinitinos afirmaram ainda que Warner, atualmente ministro de obras públicas de seu país, “aparentemente não quer colaborar com a investigação”.

Como renunciou à vice-presidência da Fifa no ano passado, Warner não pode ser punido pela entidade. O dirigente renunciou ao cargo em novembro do ano passado, após suspensão por conta de acusação de suborno por oferecer propina a dirigentes caribenhos para votarem em Mohamed Bin Hammam, na eleição da Fifa de 2011.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.