Tamanho do texto

Técnico prometeu uma definição do clube para as próximas 24 horas, mas não deu pistas do que será feito

Afastado do grupo principal do Palmeiras desde a semana passada, Kleber seguiu nesta quarta-feira a rotina de treinar pela manhã enquanto os companheiros trabalharam no período da tarde. Agora, a diretoria palmeirense promete intensificar as conversas para encontrar uma solução definitiva ao caso.

"O Kleber é um patrimônio do clube, vamos ver o que é melhor para o Palmeiras. Nas próximas 24 horas, devemos ter uma posição sobre a situação. Vamos fazer o que for mais correto", comentou o presidente Arnaldo Tirone, em entrevista à "Rádio Bandeirantes".

Palmeiras está em 12º lugar no Campeonato Brasileiro. Veja a tabela

O ponto aguardado pelos dirigentes era a volta do técnico Luiz Felipe Scolari ao Brasil. O treinador se reapresentou no clube nesta quarta-feira depois de uma passagem por Portugal, onde acompanhou o casamento do filho. O comandante já deixou clara a postura de não trabalhar mais com o camisa 30.

Entre para a Torcida Virtual do Palmeiras e comente sobre o caso Kleber

Entre os atletas, a ordem é manter a cautela. Questionado sobre o assunto após o treino desta quarta-feira, o lateral direito Cicinho exaltou a qualidade do "Gladiador", porém evitou palpitar sobre o caso.

"Claro que a volta do Kleber interessa, faz uma diferença para qualquer grande equipe, mas esse assunto depende da comissão técnica e da diretoria. Não poderemos fazer nada sobre a decisão que tomarem", comentou.

Leia também: Bagunça administrativa põe financeiro em saia justa no Palmeiras

O Palmeiras conta com 50% dos direitos federativos de Kleber. A outra metade pertence ao Cruzeiro, que vai esperar a postura da nova diretoria - eleita recentemente - para analisar a chance de volta do "Gladiador".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.