Tamanho do texto

Considerado um dirigente histórico do clube, ele foi determinante para a recuperação do time e para sua venda a Silvio Berlusconi

O vice-presidente do clube italiano Milan , Gianni Nardi, que ocupava o cargo desde 1984, morreu hoje aos 80 anos. Nardi, classificado como dirigente "histórico", foi determinante para a recuperação do time e para sua venda para o primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi.

"Nosso presidente, toda a diretoria do Milan, a equipe, os jogadores, todos os funcionários de Turati, Milanello e do Centro Vismara, todos os colaboradores o saudamos com infinita emoção", expressa uma mensagem publicada no site oficial do clube.

A nota ainda afirma que "a simpatia de todos no Milan é a mesma de todos os torcedores milaneses". "Cada atleta do Milan hoje estende um abraço à família, para a qual, a partir deste site, enviamos as mais sentidas e sinceras condolências. A sua paixão e amor pelo clube sempre foram fortíssimos. Adeus, Gianni!", conclui o comunicado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.