Tamanho do texto

Baiano e Frontini, que já vestiram 35 camisas na carreira, marcaram pelo Red Bull. Daniel Carvalho estreou e deixou sua marca

O Palmeiras recebeu o Red Bull Brasil na Academia de Futebol na tarde desta quarta-feira e empatou o jogo-treino por 3 a 3. Valdivia , Maikon Leite e Daniel Carvalho deixaram o time da casa três vezes na frente, mas dois veteranos resolveram brilhar e complicar a tarde do técnico Luiz Felipe Scolari: Baiano, 33 anos e 16 camisas diferentes na carreira (incluindo o Palmeiras), e Frontini, 30 anos e 19 camisas. O ex-lateral e atual meia marcou um golaço na primeira etapa, enquanto o atacante argentino também deixou sua marca. O ala Osmar, este menos conhecido, anotou o tento de empate do adversário palmeirense, no último lance da partida.

Confira infográfico com o mapa dos campeonatos estaduais

“Fico feliz em voltar aqui (Academia de Futebol), um local que deixei muitos amigos, como o Deola, o Bruno. O Palmeiras me projetou, me levou ao Boca Juniors, por isso tenho muito respeito”, disse Baiano, um dos destaques da atividade. “Consegui marcar, mas o Palmeiras não perdeu. Ficou bom para todo mundo”, comentou, bem-humorado. Ele marcou após cortar Henrique e Marcos Assunção no mesmo lance e bater de esquerda no canto de Bruno, que nada pode fazer.

O clube do Palestra Itália entrou em campo com a escalação praticamente idêntica à da vitória contra o Ajax, mas com Bruno no lugar de Deola (que estará suspenso nas primeiras rodadas do Paulistão) e Maikon Leite no do poupado Luan. Com isso, o time foi formado por Bruno; Cicinho, Leandro Amaro, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Marcos Assunção, Tinga e Valdivia; Maikon Leite e Ricardo Bueno.

Leia também: Henrique exalta Paulistão e mostra apreensão com estreia

Pressionando o adversário, o Palmeiras logo abriu o placar com Valdivia, mas viu Baiano empatar pouco depois. Maikon Leite completou bom passe de Márcio Araújo e colocou a equipe alviverde na frente antes do fim da primeira etapa. Na volta do intervalo, porém, o Red Bull dominou os reservas do Palmeiras e desperdiçou muitas chances antes de empatar com Frontini, em sua jogada característica: completando de tornozelo um bate-rebate na área. Felipão ficou mais tranquilo quando Daniel Carvalho achou um gol faltando pouco para a partida acabar, mas o técnico terminou a atividade com cara enfezada depois que Osmar decretou o 3 a 3.

O Palmeiras estreia no Campeonato Paulista neste domingo, às 17h (horário de Brasília), contra o Bragantino, fora de casa. Para o jogo, o clube terá seis desfalques certos e ainda duas dúvidas: Deola e Felipão, suspensos, e Thiago Heleno, Patrik, Vinícius e João Vítor, machucados, não atuam, enquanto Luan, que saiu machucado do treino de terça-feira, e Daniel Carvalho, ainda fora da forma ideal, podem ser poupados. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.