Tamanho do texto

Técnico do Flamengo voltou a fazer críticas a Sérgio Corrêa pela administração da arbitragem brasileira

A revolta do técnico Vanderlei Luxemburgo com o presidente da Comissão Nacional de Arbitragem (Conaf), Sérgio Corrêa, promete. Depois de se dizer perseguido, ele voltou a atacar o rival depois do empate por 2 a 2 com o Ceará , que eliminou o Flamengo nas quartas de final da Copa do Brasil, e o chamou de incompetente.

iG Flamengo no Twitter: saiba tudo sobre seu time

“Ele não tinha nem que estar lá. Já mostrou incompetência um monte de vezes. Ele é mesmo incompetente para administrar a arbitragem do Brasil”, disse Luxemburgo. “Ele já era um péssimo árbitro. Aí, vai dizer que eu era ruim como jogador, mas já mostrei com a minha trajetória que sou um grande técnico. Ele não foi bom quando apitava nem na administração da Conaf!”

Com elogios para atuação do Ceará e sem questionar a classificação do rival, Luxemburgo se mostrou perplexo com a atuação do árbitro Sandro Meira Ricci. A expulsão de Ronaldo Angelim , aos 39 minutos do primeiro tempo, foi o principal motivo da reclamação do treinador do Flamengo.

“Fiquei assustado com a atuação de um árbitro preparado como é o Sandro. Um cara que era promissor”, disse Luxemburgo, que foi expulso depois de entrar em campo no intervalo para retirar os jogadores do Flamengo, que acabaram sendo agredidos pelos policiais . “Ele disse que eu revidei. Estava lá para evitar mais expulsões”.

O próximo compromisso do Flamengo é o Campeonato Brasileiro. A estreia está marcada para o dia 21, contra o Avaí. A CBF determinou o Estádio Cláudio Moacyr Azevedo, em Macaé, como palco do jogo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.