Uruguai vence, vai à final e pode se isolar como maior da América

Seleção uruguaia derrotou o Peru por 2 a 0 e pode chegar ao décimo quinto titulo da Copa América, ultrapassando a Argentina

Paulo Passos, enviado iG a La Plata | 19/07/2011 23:42

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

“Volveremos, volveremos, volveremos otra vez. Volveremos a ser campeones, como la primera vez!” Foi com esse canto que os torcedores uruguaios celebraram o segundo gol de Luis Suárez, diante do Peru, no estádio Único Ciudad de La Plata, na noite desta terça-feira.

A vitória do Uruguai por 2 a 0, nas semifinais, valeu mais do que a vaga para a decisão da Copa América. O resultado deu à seleção celeste a chance de repetir a história, como diz o verso dos torcedores, e tentar conquistar o título como em 1916, na primeira edição do torneio, também disputado na Argentina.

Mais do que isso, deixa os uruguaios a uma vitória de ultrapassarem o seu grande rival e se tornarem os maiores vencedores da Copa América. Hoje, Uruguai e Argentina estão empatados com 14 conquistas. O Brasil tem oito títulos.

Os dois gols uruguaios foram marcados pelo atacante Luis Suarez, no segundo tempo da partida, em La Plata. Agora, eles esperam o vencedor do jogo entre Venezuela e Paraguai, que será disputado nesta quarta-feira, às 21h 45, em Córdoba. A final da Copa América será no domingo, em Buenos Aires, no estádio Monumental de Nuñez.

O jogo
A partida começou com os dois times buscando o ataque. A igualdade em campo se refletia nas arquibancadas. As torcidas dividiam o estádio Único Ciudad de La Plata em azul e vermelho e branco. “Si se puede!”, gritavam os peruanos. “Soy celeste!”, respondiam os uruguaios.

Foto: AE Ampliar

Peru fez jogo duro para o Uruguai no primeiro tempo

O primeiro chute a gol do jogo aconteceu aos 5 minutos e foi peruano. Vargas cobrou falta pela esquerda e tocou para Yotún, que chutou para a defesa de Muslera.

Aos 15 minutos, o Uruguai respondeu. Após cobrança de escanteio, Álvaro pereira concluiu duas vezes na pequena área, mas o goleiro Raúl Fernández defendeu.

Com o jogo disputado, o Peru também chegava na área uruguaia. Aos 23 minutos, Vargas avançou pelo lado esquerdo e depois de deixar Lugano no chão, cruzou rasteiro para a área. A bola passou em frente ao gol, mas ninguém conseguiu colocar para dentro.

O Uruguai insistia na jogada que deu o único gol nas quartas de final contra a argentina. Cobrança de falta pela lateral, com Fórlan tocando a bola na área adversária.

Foi assim aos 42 minutos. O camisa 10 chutou e a bola raspou na cabeça de Lugano. Na seqüência, Álvaro Pereira, impedido, tocou para o gol. O auxiliar do indicou a irregularidade e o lance foi anulado.

As duas equipes voltaram sem mudanças para o segundo tempo. Os uruguaios retornaram melhores e atacando. Aos 7 minutos do segundo tempo saiu o primeiro gol uruguaio. Forlán chutou forte de fora da área. A bola foi no canto esquerdo do goleiro Fernández, que espalmou para o lado. Suárez acompanhou o lance e no rebote tocou para o gol.

Cinco minutos depois, Suárez ampliou o placar. O atacante recebeu lançamento na entrada área. Completamente livre, o uruguaio passou pelo goleiro Fernandéz e tocou para o gol.

Com o placar adverso, os peruanos continuaram tentando marcar. Aos 23 minutos do segundo tempo, o time perdeu um jogador. Vargas se descontrolou, deu uma cotovelada em Coates e foi expulso. Com um jogador a mais, o Uruguai segurou o jogo e garantiu a classificação.

FICHA TÉCNICA: URUGUAI 2 X 0 PERU
Local: Estádio Ciudad de La Plata, em La Plata (ARG)
Data: 19/07/2011
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Raul Orozco (Bolívia)
Assistentes: Efraín Castro (Bolívia) e Marvin Torrentera (México)
Cartões amarelos: Lugano, Gargano e Luis Suárez (Uruguai); Balbín, Yotún e Lobatón (Peru)
Cartão vermelho: Vargas (Peru)
GOLS: URUGUAI: Suárez, aos sete e aos 12 minutos do segundo tempo

URUGUAI: Fernando Muslera; Maxi Pereira, Diego Lugano, Coates e Martín Cáceres; Álvaro González, Arévalos Rios, Walter Gargano (Eguren) e Álvaro Pereira; Diego Forlán e Luis Suárez (Hernández)
Técnico: Oscar Tabárez

PERU: Fernández; Carmona, Santiago Acasiete, Rodríguez, e Walter Vilchez; Balbín (Ballón), Yotún (Chiroque), Juan Manuel Vargas, Cruzado e Luis Advíncula (Lobatón); Paolo Guerrero
Técnico: Sergio Markarian

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG

Ver de novo