Tamanho do texto

Jogador está há dois meses sem receber parte do salário paga pela empresa, que já gastou cerca de R$ 6 milhões com astro

Responsável pelo pagamento da maior parte do salário de Ronaldinho Gaúcho no Flamengo (cerca de 75%), a empresa de marketing esportivo Traffic admite que teve prejuízo com o negócio até agora. O iG apurou que a empresa perdeu mais de R$ 6 milhões em pagamentos de salários do jogador, sem obter retorno.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Os diretores da Traffic evitam falar em números, e dizem que o fato de o Flamengo ainda não ter assinado um contrato dando garantias financeiras levou o grupo a suspender o pagamento do salário do jogador nos últimos dois meses.

VEJA TAMBÉM: Fla confirma atraso no pagamento da Traffic a Ronaldinho

Ronaldinho Gaúcho na derrota do Flamengo para o Grêmio no último final de semana
AE
Ronaldinho Gaúcho na derrota do Flamengo para o Grêmio no último final de semana
“Foi uma freada de arrumação. Temos um memorando do Flamengo desde janeiro, e ele ainda não virou contrato. Isso é insuficiente para definirmos algumas questões com o clube. Resolvemos dar um corte para sentar e resolver esse problema”, afirmou ao iG o diretor da Traffic, Fernando Gonçalves.

Quando acertou a contratação de Ronaldinho Gaúcho, o Flamengo fechou uma parceria com a empresa de marketing esportivo, que bancaria a maior parte do salário do astro. Em troca, a Traffic ficaria com parte do valor obtido nos patrocínios da camisa do clube e do direito de imagem do jogador.

Durante os primeiros cinco meses do ano, porém, o Flamengo ficou sem patrocinador principal na camisa. Neste período, a Traffic desembolsou quase R$ 4 milhões, sem obter nenhum retorno. Em agosto, o clube fechou um acordo com a Procter & Gamble por quatro meses .

O negócio foi fechado pela 9ine, empresa do ex-atacante Ronaldo. “Ganhamos com isso, mas está abaixo do que esperávamos”, admite Gonçalves. O empresário admite que a empresa teve prejuízo com Ronaldinho Gaúcho até agora. “ Ficou aquém do esperado. Claro que houve perda, foi pelo fato de o Flamengo ficar sem patrocínio durante os primeiros cinco meses”, afirma o executivo.

Gonçalves nega, entretanto, atrito com os dirigentes do Flamengo, com quem diz ter boas relações. “Nos próximos dois dias resolveremos isso, assinaremos o contrato. Ai o pagamento vai ser feito”, afirmou.

O diretor jurídico do Flamengo, Rafael de Piro, comentou a situação de Ronaldinho Gaúcho, mas fez questão de destacar que a parte do salário do jogador que cabe ao Flamengo está sendo paga em dia. "Entre nós (Flamengo e Ronaldinho Gaúcho), está absolutamente tudo em dia. E a questão com a Traffic deve ser resolvida nos próximos dias, só está dependendo de alguns acertos no contrato. Entrei em contato com o pessoal e os pagamentos serão feitos logo após a assinatura do contrato", afirmou de Piro ao iG .

O dirigente explicou que, por conta de uma recente mudança na cúpula da Traffic, alguns detalhes ficaram pendentes. Ele também não acredita que o prejuízo da empresa altere os planos sobre a parceria com o Flamengo.

"Houve uma mudança na gerência da Traffic, com a saída do Júlio Mariz (ex-presidente) e a chegada do Fernando Gonçalves. O projeto é estruturado e forte, não acredito que possa existir alguma mudança. O período do clube sem patrocinador era natural, pelas negociações, mas temos um planejamento muito bem feito, de longo prazo. Acredito que logo os pequenos detalhes sejam acertados", disse o diretor jurídico do Flamengo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.