Tamanho do texto

Zagueiro do Manchester City acredita que jogadores do continente são prejudicados por quererem jogar a Copa Africana de Nações

Touré polemizou ao se dizer vítima de discriminação por jogar a Copa Africana
Getty Images
Touré polemizou ao se dizer vítima de discriminação por jogar a Copa Africana
A pouco mais de um mês do início da CAF (Copa Africana de Nações), o marfinense Kolo Touré levantou um tema polêmico envolvendo a competição continental. Para o zagueiro e ex-capitão do Manchester City , jogadores africanos são vítimas de discriminação no futebol inglês. Ele acredita que muitos são prejudicados em seus respectivos por quererem defender seus países na CAF.

City dá aval para Milan negociar com Tevez

"Disputar a Copa Africana é catastrófico atualmente. Os técnicos não querem mais contratar jogadores (da África) por causa disso. Estou convicto de que, se não estou jogando, não é apenas por questões futebolísticas. Se fosse apenas pelo futebol, eu estaria jogando toda semana. Sou vítima disso (restrições à CAF) e isso precisa ser dito", afirmou em entrevista à revista francesa So Foot .

Leia também: Wenger declara desejo de levar Neymar para o Arsenal

Touré acredita também ainda sofrer consequências por seu atraso em voltar da última edição da CAF, disputada em Angola no começo de 2010. Na ocasião, o City fretou um avião para que ele voltasse a tempo de disputar a semifinal da Copa da Liga Inglesa contra o Manchester United, mas mesmo assim ele não chegou a tempo e o time acabou derrotado. "Acredito que o clube ainda não esqueceu e eu estou pagando por isso agora", disse.

Outro fator que prejudicou Touré no City, porém, foi o doping do jogador depois de consumir um remédio de emagrecimento de sua esposa. Por conta disso, o marfinense foi suspenso por seis semanas pela Federação Inglesa e multado pelo mesmo período pelo clube . Além disso, ele já declarou publicamente a possibilidade de trocar a equipe inglesa pelo Paris Saint-Germain .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.