Tamanho do texto

Roberto Mancini tentou se entender com o argentino, mas jornal inglês noticiou que a conversão não resolveu o problema entre eles

O técnico Roberto Mancini e o atacante Carlitos Tevez se reuniram na madrugada de quarta para quinta-feira, na casa do comandante do Manchester City . A ideia do encontro partiu de Mancini, que tenta fazer as pazes com o argentino e pode reintegrá-lo. De acordo com informações do jornal inglês "The Guardian", a conversa não foi muito produtiva.

Roberto Mancini não tem utilizado Carlitos Tevez com frequência na temporada 2011/2012 e ficou muito irritado quando o argentino se recusou a entrar em campo durante o encontro com o Bayern de Munique , fora de casa, no dia 27 de setembro, pela Liga dos Campeões. O técnico chegou a dizer que não voltaria a escalar o jogador, mas a reunião em sua casa evidencia que a postura pode mudar.

Mancini solicitou que o jogador se desculpasse publicamente pelo ato de indisciplina, mas não obteve resposta positiva porque Tevez garante não ter errado. O atacante diz que não compreendeu a intenção do chefe e por isso não se movimentou para entrar. Se mantiver a postura irredutível, Carlitos deve mesmo ser negociado.

Tevez, que demorou a se reapresentar após disputar a Copa América pela Argentina e já estava na mira da diretoria, foi suspenso depois do episódio na Alemanha. O goleador retomou as atividades nesta quinta, quando treinou à parte, mas o clube ainda pretende julgá-lo na próxima semana e pode estipular novo gancho de até um mês, além de uma multa de 1,5 milhão de euros.

Ele está na mira de clubes europeus, mas tem intenção de retornar à América do Sul. Desde o meio do ano, o jogador se diz insatisfeito na Inglaterra por viver longe da família, que mora em Buenos Aires. Atento à situação, o Corinthians fez uma investida para trazê-lo de volta ao Brasil após a Copa América, mas a proposta de 40 milhões de euros (cerca de R$ 90 mi) foi recusada pelos ingleses.

O presidente corintiano, Andrés Sanchez, garantiu que voltaria à carga no começo do próximo ano, quando as janelas de transferências se abrem e Tevez poderá mudar de ares. A recente confusão causada pelo jogador reacendeu o interesse do clube paulista e o gerente de futebol Edu Gaspar, que está na Inglaterra, diz já ter iniciado as conversas. Sanchez desmentiu o fato e afirma que só voltará a tratar do assunto em janeiro, dessa vez oferecendo valor menor.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.