Tamanho do texto

Allegri negou desentendimento com atacante brasileiro e não se anima com possível contratação do argentino

Acusado pelo atacante Alexandre Pato de não conversar com os jogadores do Milan e contribuir para que o rendimento da equipe acabasse ficando abaixo do esperado, o técnico Massimiliano Allegri negou neste domingo que tenha havido qualquer discussão entre ele e o brasileiro nos vestiários rossoneros. O treinador se declarou um admirador do futebol apresentado pelo avançado e espera que sua permanência na Itália seja garantida pela diretoria do clube.

As declarações do centroavante milanês geraram um certo desconforto no clube e o interesse declarado do Paris Saint-Germain em sua contratação poderia motivar a saída do brasileiro. Entretanto, o jogador possui um relacionamento sério com a filha do dono do Milan, Silvio Berlusconi, o que poderia dificultar as negociações com os franceses.

Veja também:  Milan diz ter acordo com Tevez e aguarda Manchester City

"Não houve nenhuma briga com o Alexandre Pato. E se houvesse, já teria sido resolvida. Acho que ele vai ficar no Milan. Eu quero que ele fique no Milan. Acredito que seria uma permanência importante", afirmou o treinador, em entrevista à Gazzetta dello Sport .

Além das cifras apresentadas pelo PSG, outro fator que poderia culminar na saída de Pato do Milan é a contratação do argentino Carlitos Tevez . O atacante está negociando com a equipe italiana e já teria, inclusive, acertado as bases salariais com o time. O único entrave na negociação continua sendo o Manchester City, que espera uma grande compensação financeira para liberar o polêmico avançado.

Leia também:  Embalada, Inter de Milão goleia Parma no Italiano

Questionado sobre a possível vinda de Tevez, Allegri desconversou e não se mostrou totalmente favorável ao acordo. "Conversei com o Galliani (dirigente do Milan que trata da negociação), mas sobre o nosso time e não sobre o mercado. Não sei se o Tevez vem. No entanto, acredito que ele poderia ter dificuldades no início, porque não joga há dois meses."

Neste domingo, o Milan voltará a campo para enfrentar a Atalanta, fora de casa. O clube rossonero está na liderança do Campeonato Italiano, com 34 pontos, e torce por um tropeço da Juventus para abrir uma vantagem considerável e se isolar na ponta da competição nacional.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.