Tamanho do texto

Clube mineiro negocia com Marcos Aurélio e Marcelo Oliveira não quer perder o jogador para um rival

AE
Além do Cruzeiro, Marcos Aurélio tem propostas de outros dois clubes, ambos de fora do país
A possível ida do atacante Marcos Aurélio para o Cruzeiro não é bem vista pelo técnico do Coritiba , Marcelo Oliveira . O treinador procurou exaltar o potencial do atleta nesta quarta-feira e lamentou que o jogador esteja nos planos celestes, já que sua intenção é contar com o avançado na disputa do Campeonato Paranaense do ano que vem.

Veja também: Cruzeiro busca dois velocistas para reforçar seu ataque

Ciente que as negociações entre as duas partes estão avançando, o técnico do Coritiba procurou reforçar o seu desejo para a diretoria alviverde. O desfalque do jogador na próxima temporada seria um problema para a pré-temporada da equipe, pois a diretoria teria que investir pesado no mercado de transferências para trazer uma peça à altura.

Leia também: Ceará nega proposta do Cruzeiro e faz nova investida por Osvaldo

"Ele seria um bom reforço para qualquer time. É de se lamentar que eu esteja falando de um jogador assim que pode estar nos deixando. Ele trabalha bem a bola e também finaliza bem. Foi o segundo artilheiro do Coritiba no Campeonato Paranaense e no Brasileiro. É um jogador que chuta muito bem de fora da área, bate falta muito bem e serve bem o colega, é um meia de chegada no ataque", afirmou Marcelo Oliveira, em entrevista à Rádio Itatiaia .

Além de exaltar os feitos com a camisa do Coritiba, o treinador procurou apontar suas principais características dentro de campo e chegou a comparar Marcos Aurélio com o ex-jogador Dirceu Lopes, que fez história pelo Cruzeiro nas décadas de 1960 e 1970. Conhecido como Baixinho pela torcida, o atleta foi um dos principais nomes da equipe durante os 12 anos que atuou pelo clube e é lembrado até hoje por sua velocidade e técnica com a bola nos pés.

"É um jogador extremamente técnico, criativo, ele lembra um pouco o Dirceu Lopes. Não estou comparando o Marcos Aurélio ao Dirceu, que era um gênio, um jogador sensacional, mas o Marquinhos tem aquela característica, baixinho, troncudo, corta para a direita e para a esquerda e bate para o gol da mesma forma e é um bom batedor de faltas", completou Marcelo Oliveira.

Recentemente, a diretoria do clube mineiro já havia informado que o Coritiba não iria impor qualquer dificuldade na possível transferência de seu atacante. O grande sonho de consumo do Cruzeiro é ter uma dupla de ataque formada por Marcos Aurélio e Osvaldo, que atuou pelo Ceará no último Brasileiro e possui características parecidas com as do atleta alviverde.