Tamanho do texto

Fiscalização do TCU nas obras do Maracanã reduziu os custos em R$ 97 milhões

Fiscalização reduziu R$ 97 milhões dos custos no Maracanã
Fernanda Almeida/Divulgação
Fiscalização reduziu R$ 97 milhões dos custos no Maracanã
As fiscalizações feitas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) nas obras da Copa de 2014 já resultaram em uma redução superior a R$ 500 milhões, segundo informou o ministro do TCU Valmir Campelo, hoje (21), durante audiência pública na Câmara dos Deputados.

Leia também:  Alckmin vê 'omissão' da área federal no caso de bebida na Copa

Campelo foi convidado para falar sobre os resultados das fiscalizações feitas pelo tribunal, principalmente nas obras que tiveram financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e da Caixa. “Nosso trabalho já reduziu em mais de meio bilhão de reais os gastos [previstos para a União]”, disse o ministro. “Só no aeroporto do Galeão [no Rio de Janeiro], a redução foi superior a R$ 30 milhões”.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

A fiscalização do TCU nas obras do Estádio Jornalista Mário Filho, Maracanã, reduziu os custos em R$ 97 milhões. Ainda no Rio de Janeiro, a republicação do edital do porto da cidade apresentou uma redução de R$ 64 milhões. “E no Porto de Santos, o TCU identificou um quantitativo de excessivos da ordem de R$ 8 milhões”, acrescentou Campelo.

Confira ainda: Presidente da Câmara encerra sessão sem votar Lei Geral da Copa

“Em nenhuma das obras eu propus a interrupção dos trabalhos, para evitar erros como os cometidos nos Jogos Panamericanos (de 2007)”, ressaltou o ministro, que cobrou, ainda, atenção especial por parte dos governos federal e estaduais com a publicação dos gastos nos sites dedicados a tornar as contas transparentes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.