Tamanho do texto

Meia brasileiro teria confessado a pessoas próximas que não deseja voltar para o país no momento

A prioridade do Botafogo na busca por reforços, que já dura mais de um mês, é contratar jogadores que possam atuar rapidamente pela equipe carioca, antes da abertura da janela de transferências internacionais, em agosto. Porém, as negociações de dois sonhos da diretoria, que atuam no futebol europeu, estão em situações opostas. O iG apurou que o alvo antigo do Botafogo, o meia Diego , ex- Santos e atualmente no Wolfsburg, da Alemanha , teria confidenciado a pessoas próximas que não deseja retornar ao futebol brasileiro neste momento.

Apesar da relação estremecida com o técnico do clube alemão, Felix Magath, o jogador acredita que ainda possui mercado no futebol europeu e deixaria um retorno como segunda opção no momento. O meia foi multado pela diretoria do Wolfsburg no último domingo, após ter abandonado a concentração da equipe ao ser informado de que começaria a partida contra o Hoffenheim no banco de reservas. Outro fator que dificulta a negociação é o alto valor pago pelo clube alemão para contratar Diego, que custou cerca de R$ 35 milhões. O jogador tem contrato até 2014 e também recebe um alto salário - cerca de R$ 1 milhão por mês.

Seedorf foi um dos destaques do Milan campeão
Getty Images
Seedorf foi um dos destaques do Milan campeão
O caso de Seedorf , meia do Milan , da Itália , também é complicado, mas tem mais chances de se tornar realidade no momento. O presidente do Botafogo, Maurício Assumpção, viajou para a Itália na noite da última sexta-feira para se reunir com representantes do jogador. A assessoria de imprensa do Botafogo confirmou que Assumpção está na Itália, mas informou apenas que ele está 'resolvendo problemas relacionados ao clube', sem dar maiores detalhes sobre a viagem.

Chateado com a diretoria do Milan, que estaria demorando para propor uma renovação do contrato que vence em junho, Seedorf também teria recebido propostas do Flamengo e do Corinthians , o que pode dificultar o acerto com o Botafogo. O clube carioca aposta em um complexo projeto de marketing para conseguir bancar o salário do jogador, que é casado com uma brasileira e já deu declarações de que gostaria de atuar no Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.