Sob olhar de Robinho, Neymar dá gol a Dracena e Santos vence

No Pacaembu, atacante da seleção aprovou a jogada que deu a vitória ao Santos por 1 a 0 contra o Cerro

Marcel Rizzo e Samir Carvalho, iG São Paulo | 25/05/2011 23:59

Compartilhar:

O duelo entre Santos e Cerro Porteño foi acompanhado por Robinho, campeão italiano pelo Milan recentemente, que esteve nesta quarta-feira, no Pacaembu, para torcer pela equipe santista. O ex-atacante santista vibrou com o time da Vila Belmiro, que venceu os paraguaios por 1 a 0, em jogo válido pelas semifinais da Copa Libertadores da América.

Siga o iG Santos no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

O ex-camisa 7 do Santos viu o primeiro tempo dos camarotes do estádio ao lado do presidente Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro, e foi para os vestiários no intervalo da partida.

Robinho comemorou o único gol do jogo, marcado pelo zagueiro Edu Dracena na primeira etapa. Entretanto, o atacante da seleção brasileira elogiou mesmo a jogada de Neymar, responsável pela assistência do gol. “Eu assino essa jogada do Neymar. Golaço”, disse Robinho, que viu o camisa 11 do Santos driblar dois marcadores e cruzar na cabeça de Dracena.

Borges, que assinou contrato por duas temporadas com o Santos, ficou no CT Rei Pelé fazendo exames médicos e não compareceu ao Pacaembu.

Após enfrentar o Cerro, o Santos volta a campo no próximo sábado, diante do Botafogo, no Engenhão, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Já a partida de volta contra os paraguaios pelas semifinais da Libertadores acontece na próxima quarta-feira, em Assunção.

O jogo

A partida começou com o Santos tentando fugir da forte marcação do Cerro Porteño, que abusava das faltas em cima dos atletas santistas. Antes dos 30 minutos de jogo, os paraguaios receberam três cartões amarelos por causa do excesso de faltas na partida. No entanto, o Santos também levou dois cartões nesse período. Neymar foi advertido por tirar uma camisa que estava por baixo do uniforme, sem pedir autorização da arbitragem. Já Arouca recebeu o cartão amarelo por reclamação.

O primeiro lance de perigo na partida foi do Santos. Aos 15 minutos, Neymar deixou Léo na frente do goleiro, mas o goleiro saiu do gol nos pés do lateral para salvar o Cerro.

Sem Ganso, lesionado, e Alan Patrick, no banco de reservas, o Santos tinha dificuldades para criar as jogadas de ataque. Desta forma, Neymar recuava para o meio-campo. Em uma jogada no meio, o camisa 11 aplicou dois ‘chapéus’ em dois adversários do Cerro Porteño e recebeu a falta. Na cobrança, Elano chutou forte e a bola passou perto do travessão do goleiro Barreto.

Aos 37 minutos, o Cerro conseguiu a única jogada de perigo no primeiro tempo. Após cobrança de escanteio, Benítez cabeceou livre para quase abrir o marcador. Entretanto, Neymar abriu a marcação em jogada individual, driblou dois marcadores em velocidade, foi à linha de fundo e cruzou na cabeça de Edu Dracena, que abriu o marcador.

Após marcar o gol no final do primeiro tempo, o Santos voltou mais cauteloso para a segunda etapa e não pressionava o Cerro. Aos 16 minutos, a equipe santista teve a primeira boa oportunidade da etapa final. Léo iniciou jogada do lado esquerdo, tocou para Danilo, que virou o jogo para Elano do lado direito. O meia cruzou rasteiro, mas Zé Eduardo não alcançou a bola dentro da pequena área.

Apesar de não pressionar o Cerro em busca do segundo gol, o Santos apostava nas jogadas de Neymar. Aos 26 minutos, o atacante dominou uma bola na entrada da área e quase encobre o goleiro Barreto, que espalmou para escanteio. Insatisfeito com Zé Eduardo, Muricy Ramalho colocou Maikon Leite na vaga do atacante, que saiu de campo bastante vaiado pela torcida.

No último minuto de jogo, Neymar fez mais uma jogada individual do lado esquerdo e cruzou para Alan Patrick, que sozinho na pequena área, chutou fraco para fácil defesa de Barreto. Sendo assim, o Santos venceu por 1 a 0 e abre vantagem no duelo contra os paraguaios. No duelo de volta, na próxima semana, o time brasileiro poderá jogar por um empate para chegar à decisão do torneio continental.

FICHA TÉCNICA - SANTOS 1 X 0 CERRO PORTEÑO (PAR)

Estádio: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data: 25/05/2011, quarta-feira, às 21h50 (horário de Brasília)
Árbitro: Jorge Larrionda (URU)
Assistentes: Pablo Fandiño (URU) e Willian Casavieja (URU)
Público: 31.434 pagantes
Renda: R$ 1.286.140,00
Cartões amarelos: Arouca, Neymar (SAN); Cáceres, Villarreal, Nanni, Torres (CER)

Gol: Edu Dracena, 43 min do 1°T

SANTOS: Rafael, Pará, Edu Dracena, Durval e Léo (Alex Sandro); Adriano, Arouca, Danilo e Elano (Alan Patrick); Neymar e Zé Eduardo (Maikon Leite)
Técnico: Muricy Ramalho

CERRO PORTEÑO: Diego Barreto, Ivan Piris, Pedro Benitez, Uglessich e César Benitez; Luis Caceres, Júlio dos Santos, Villarreal (Burgos) e Torres (Nuñez); Fabbro e Fredy Barreiro (Nanni)
Técnico: Leonardo Astrada

    Notícias Relacionadas


    Ver de novo