Tamanho do texto

Time levou três gols pela primeira vez na temporada, justamente no único jogo em que o volante não atuou

Volante Willians tem média de 6,5 roubadas de bola por partida pelo Flamengo
Vipcomm
Volante Willians tem média de 6,5 roubadas de bola por partida pelo Flamengo
Willians já se consagrou como o grande ladrão de bolas do futebol brasileiro. No Campeonato Carioca, lidera em desarmes, com 6,5 de média por jogo. No Flamengo , o segundo melhor é o zagueiro David , com quatro. Contra o Madureira, na primeira partida do ano sem o volante, que estava suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o Flamengo sofreu três gols pela primeira vez na temporada .

“Para mim, desarmar é como marcar um gol. Não preciso chegar ao ataque para deixar um companheiro na cara do gol. Em 2010, ainda atacava mais. Esse ano, eu fico na marcação, pois é o que sei fazer de melhor”, reconheceu Willians, que tem sido sabatinado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo para diminuir os erros de passe.

No jogo com o Madureira, o maior ladrão de bolas do time foi o chileno Maldonado , com quatro. O número foi insuficiente para evitar os três gols do rival, o que evidencia a importância de Willians. Com o volante em campo, o Flamengo tem média de 28,8 desarmes. Os companheiros, por sua vez, reconhecem seu esforço em campo e já ganhou o apelido de pitbull de Ronaldinho Gaúcho , adotado por outros jogadores como Thiago Neves .

Contra o Duque de Caxias, sábado, às 18h30, no Engenhão, Willians estará de volta ao time. O Flamengo ocupa apenas a quarta colocação do Grupo A da Taça Rio, com nove pontos, um atrás de Vasco, Boavista e Americano. Apenas os dois primeiros colocados se classificam para as semifinais.

“O Willians é um jogador que recebeu um dom de Deus. Esse vigor físico que ele tem é muito bom, ajuda demais na marcação”, reconheceu o meia Renato , que também volta ao time depois de cumprir suspensão pelo terceiro cartão amarelo no empate com o Madureira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.