Tamanho do texto

Equipe paulista decreta a maior goleada da competição até o momento, superando o arquirrival

O garoto Ademílson foi o destaque da goleada com três gols e duas assistências
Futura Press
O garoto Ademílson foi o destaque da goleada com três gols e duas assistências
A rivalidade Corinthians e São Paulo já começou a esquentar nos primeiros dias do ano 2012. Após o Alvinegro disparar 9 a 0 sobre o frágil Santos-PB na tarde desta quarta-feira, em Jaguariúna, fazendo até então a maior goleada da competição, o Tricolor entrou em campo à noite em Barueri e tratou de superar o rival: 10 a 0 sobre o também frágil Palmas-TO.

Leia mais: Corinthians não dá chances a adversário e aplica 9 a 0 no Santos-PB

Grande esperança das categorias de base do São Paulo, o jovem atacante Ademilson mostrou serviço na primeira oportunidade que teve de aparecer para a torcida. O garoto balançou a rede três vezes e participou de outros dois gols na vitória.

Veja ainda: Com gols da dupla Diego e Hugo, Palmeiras estreia com goleada

O ritmo tricolor foi alucinante desde o apito inicial. Aos quatro minutos de bola rolando, Ademilson recebeu belo passe de João Filipe, invadiu a área e, na saída do goleiro Gleidson, tocou com precisão no canto esquerdo. Dois minutos depois, o atacante foi lançado em velocidade e, ao tentar driblar o goleiro, sofreu pênalti, batido e convertido por Bruno.

Pouco depois, aos 18, o astro da equipe bateu firme e o goleiro espalmou. Na sobra, Lucas Farias apareceu para empurrar ao fundo do gol. Logo na sequência, Guilherme acertou lindo chute de fora da área e fez o quarto. Aos 24, o quinto veio com João Filipe, de cabeça.

Lucas Farias comemora gol do São Paulo nesta quarta-feira
Futura Press
Lucas Farias comemora gol do São Paulo nesta quarta-feira

Os comandados do técnico Zé Sérgio, que tinham o treinador do profissional, Émerson Leão, observando-os da arquibancada, desaceleraram um pouco até o intervalo. Depois, no entanto, eles pareceram querer igualar os mesmos 5 a 0 dos 45 minutos iniciais.

Confira a tabela da Copa SP de Futebol Júnior

Aos 11, Ademilson, mostrando oportunismo, marcou o sexto. Oito minutos depois ele voltou a balançar as redes escorando escanteio. Pouco depois, aos 27, Hugo Rodrigues deixou o dele, o oitavo do Tricolor.

O nono foi o mais fácil. O goleiro Gleidson, que até então vinha fazendo boa partida, tentou driblar Bruno em saída de bola e acabou sendo desarmado, deixando o gol livre para o camisa 11 deixar o dele. Para selar o triunfo, João Filipe, de fora da área, fez o décimo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.