Tamanho do texto

"Ele não tem o perfil que queremos no São Paulo, não nos agrada e nunca fez parte das nossas idéias", disse vice de futebol

Getty Images
Vice de futebol disse que presidente do São Paulo o demitiria se ele contratasse Roger Guerreiro
Após contratar cinco reforços e ainda buscar ao menos dois reforços ofensivos (um meia e um atacante), a diretoria do São Paulo tem se revoltado com rumores sobre a chegada de atletas defensivos. E o vice-presidente de futebol João Paulo de Jesus Lopes acredita que até perderia seu cargo se confirmasse o interesse no lateral esquerdo e meia Roger Guerreiro, ex-Corinthians e hoje no AEK Atena, da Grécia.

Veja a movimentação do mercado da bola do futebol brasileiro

"É mais um jogador que, se eu contratasse, o [presidente] Juvenal Juvêncio me demitiria. Ele não tem o perfil que queremos no São Paulo, não nos agrada e nunca fez parte das nossas idéias", assegurou o dirigente, que havia usado o mesmo termo para falar de uma possível troca com Ibson, do Santos.

Leia ainda: São Paulo apresenta reforços com camisa de antigo patrocinador

Roger Guerreiro tem 29 anos e deixou o Corinthians depois de ser expulso na eliminação da Libertadores de 2003, diante do River Plate, no Morumbi. Teve destaque no Flamengo e partiu para o futebol europeu, onde se naturalizou polonês e participou da última Eurocopa, fazendo o único gol do país no torneio.

Mesmo com esse currículo, não interessa ao São Paulo . Jesus Lopes ainda ratifica que, apesar das declarações do próprio Guerrón, o atacante rebaixado no último Campeonato Brasileiro com o Atlético-PR nunca esteve nos planos do time.

Leia também: Jean entra na lista de pedidos de Abel Braga no Fluminense

Outro nome comentado e prontamente descartado publicamente é o do zagueiro Juan . De acordo com o diretor de futebol Adalberto Baptista, o jogador da Roma, titular da seleção brasileira nas últimas duas Copas do Mundo, foi oferecido mais de 30 vezes por empresários. E recusado em todas elas - o clube, por enquanto, contenta-se com Edson Silva e Paulo Miranda, recém-contratados.

A busca são-paulina segue por um meia armador, que pode ser Jadson, do Shakhtar Donetsk , ou até Montillo , do Cruzeiro , e um atacante, possivelmente Osvaldo, que pertence ao Al Hilal , dos Emirados Árabes Unidos, e esteve no Ceará em 2011. A diretoria ainda cogita até trazer mais um reforços para o setor ofensivo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.