Tamanho do texto

Ex-jogador foi um dos atletas no elenco do primeiro título do Campeonato Paulista conquistado pelo Santos

selo

Mário Pereira entre o presidente Luis Alvaro e Pelé, em janeiro de 2011
Divulgação
Mário Pereira entre o presidente Luis Alvaro e Pelé, em janeiro de 2011
A diretoria do Santos divulgou nota oficial para lamentar a morte do ex-jogador Mário Pereira. Tratado como "craque eterno" e "ídolo" no site oficial, ele era o último remanescente vivo entre os jogadores que faturaram o título do Campeonato Paulista de 1935.

Leia também: Santos lamenta morte de Mário Pereira, campeão paulista em 35

O estadual foi o primeiro conquistado pelo Santos desde a sua fundação em 1912 - hoje soma 19 - e foi garantido com uma vitória por 2 a 0 sobre o Corinthians, em partida realizada no Parque São Jorge. Os gols da partida foram marcados por Araken Patusca e Raul Cabral Guedes. 

Mário Pereira morreu aos 97 anos, no dia 31 de dezembro de 2011. Quando atuava, ele tinha o apelido de "Perigo Loiro". No total, disputou 41 partidas pelo clube e marcou 44 gols.

Leia a nota divulgada pelo Santos:

O Santos FC lamenta o falecimento do craque eterno, campeão paulista em 1935, Mário Pereira. O ídolo faleceu na noite do dia 31 de dezembro de 2011, aos 97 anos, em Santos.

Mário Pereira, conhecido na época de jogador como "Perigo Loiro", nasceu no dia 4 de abril de 1914, só dois anos depois da fundação do Santos FC, a 14/4/1912. Fez 41 jogos pelo Peixe e marcou 24 gols.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.