Tamanho do texto

Volante deixou treino no início e fará trabalho de fisioterapia na panturrilha esquerda. A princípio, nem precisará de exame

Sandro deixa campo com dor na panturrilha esquerda. Preocupação para a comissão técnica
Mowa Press
Sandro deixa campo com dor na panturrilha esquerda. Preocupação para a comissão técnica
O volante Sandro foi a primeira baixa da seleção brasileira na Copa América e deixou treinamento da manhã desta terça-feira (5 de julho) com dor na panturrilha esquerda com apenas dez minutos de trabalho. Ele foi avaliado pelo departamento médico e será poupado do treino da tarde, que começará às 15h30 - fará fisioterapia, já que a princípio não há lesão.

O lance que ele sentiu foi correndo, sozinho, no treinamento técnico feito apenas com os reservas em um dos campos do La Reserva Cardales, hotel no qual a seleção está hospedada na cidade de Los Cardales, 60 km ao norte de Buenos Aires. Os titulares trabalharam apenas na academia – na segunda-feira, um dia depois do empate sem gol contra a Venezuela, todo o grupo teve folga.

Sandro é o primeiro jogador a sentir algo mais preocupante desde que os jogadores começaram a treinar na Argentina para a Copa América, dia 22 de junho. Ramires levou uma pancada contra os venezuelanos, saiu de campo com dor, mas já está recuperado e não será problema para enfrentar o Paraguai, sábado (16h), em Córdoba.

Caso a situação de Sandro se agrave durante a competição, o técnico Mano Menezes perde a sua principal alternativa para primeiro volante, caso opte por sacar Lucas Leiva, jogador que tem a confiança do técnico, mas assim como Robinho é cotado para deixar o time caso o esquema 4-3-3 não engrene.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.