Tamanho do texto

Zagueiro paraguaio por pouco não marcou o gol da vitória palmeirense contra o Oeste

O paraguaio Román fez sua estreia pelo Palmeiras no empate com o Oeste , na noite da última quinta-feira. Feliz pela boa partida, o zagueiro pediu paciência e tempo para se adaptar ao futebol brasileiro e lamentou a chance perdida no segundo tempo, que poderia ter dado a vitória ao time alviverde no Pacaembu.

MATADOR: Bom de clássico no Equador, Barcos espera ir bem no "Choque-Rei"

"Acho que fiz aquilo que foi pedido (pelo técnico Luiz Felipe Scolari ) na parte defensiva. É mais difícil pelo entrosamento, mas acho que deu tudo certo. Foi uma pena não termos vencido, mas vamos tentar recuperar no clássico", analisou o paraguaio, citando o "Choque-Rei" deste domingo, em Presidente Prudente.

DÚVIDA: Reunião nesta sexta-feira define se Valdivia joga o "Choque-Rei"

Román também fez elogios ao grupo e disse ter sido muito bem recebido pelos atletas palmeirenses: "É claro que a adaptação requer um tempo, não é fácil, ainda mais em se tratando de Brasil. O nível técnico aqui é muito elevado, o jogo é muito competitivo. Mas estou feliz, o grupo é muito bom e todos me deixam bastante à vontade."

MERCADO: Tirone diz que quer sócio, e não investidor, para contratar Wesley

O ex-jogador do River Plate só lamentou a linda defesa do goleiro adversário nos momentos finais da partida, quando ele cabeceou à queima-roupa e por pouco não deu a vitória ao Palmeiras. "Foi a defesa do jogo. A cabeçada foi forte, a bola quicou e foi mais alta que eu esperava. Se fosse mais baixa, talvez tivesse entrado. É uma pena, mas são coisas do futebol", comentou.

Ajude o Palmeiras a aumentar sua torcida virtual

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.