Tamanho do texto

Jogador foi apresentado no Sport e já mandou o recado para PC Gusmão, dizendo como rende melhor em campo

O meio-campista Robston, última contratação do Sport para a sequência do Campeonato Brasileiro da Série B, foi apresentado no final da manhã desta quinta-feira ao time da Ilha do Retiro.

Emprestado pelo Atlético-GO até o final do ano, ele atuava pelo Atlético-PR , mas nunca conseguiu uma sequência de jogos pela equipe titular. O motivo disso ele explica: nunca foi utilizado no setor do campo em que se sente mais à vontade.

Na melhor fase de sua carreira, entre 2008 e 2010 com a camisa do Atlético-GO, ele era titular absoluto e funcionava como um terceiro homem de meio-campo, chegando sempre à frente. Tanto que marcou 55 gols em 235 partidas pelo clube goiano.

De casa nova, ele revelou a preferência logo de cara. "Fui usado mais recuado por alguns treinadores nos últimos tempos. Realmente comecei a carreira como volante, mas hoje e desde 2007 jogo do meio para frente", disse, para logo depois se comparar a um ídolo do Sport: "É uma função parecida com a do Marcelinho Paraíba, só que ele é um pouco mais técnico do que eu".

Robston ainda atribuiu ao técnico PC Gusmão, com quem trabalhou no Atlético-GO em 2009, o posicionamento que o fez ser especulado como reforço em grandes equipes: "Com o PC aprendi um pouco mais desta função. Aprendi muito a gostar dele, pois é um treinador que sempre quer o melhor para o atleta. Ele sabe da maneira como eu gosto de jogar e isso facilita. A hora que ele precisar de mim, sabe onde me colocar. Quando recebi a ligação não pensei duas vezes. Sei da tradição e da história do Sport e vim aqui para ajudar o time a voltar para a Série A".

Antes mesmo de ser apresentado o jogador já havia atuado em dois treinos coletivos na quarta-feira e agradou muito ao treinador rubro-negro, que manteve Robston entre os reservas apesar de seu nome ainda não ter sido liberado no Boletim Diário (BID) da CBF.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.