Tamanho do texto

Atacante é desejado por São Paulo e Santos, mas pertence ao Al-Jazira, dos Emirados Árabes Unidos, e deve voltar a seu clube

Muitos são-paulinos podem achar que o ídolo Ricardo Oliveira está preocupado em retornar ao Al-Jazira, dos Emirados Árabes Unidos. Mas o centroavante diz que não será uma obrigação defender o clube que detém os seus direitos federativos.

Em primeiro lugar, Ricardo Oliveira elogia o tratamento recebido da direção do Al-Jazira. Em seguida, ressalta que nunca encontrou problemas de adaptação, independentemente do choque de cultura do local em relação aos costumes ocidentais.

"Eu gosto de lá, minha família gosta de lá, não teria problemas em voltar", afirmou o atleta, de 30 anos.

No mercado nacional, o São Paulo tem a prioridade para contratar Ricardo Oliveira. No momento, esse privilégio não traz um significado concreto. Afinal, o Tricolor só irá manter o atacante em uma negociação em definitivo.

Ricardo Oliveira deixa a obrigação de conversa com o Al-Jazira aos dirigentes do São Paulo. De férias, ele não quer se envolver na transação e, principalmente, entrar em atrito com a equipe de origem.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.