Tamanho do texto

Técnico não abriu voto entre Borges e André Lima e descartou atuar com três avantes

Renato Gaúcho não foge das perguntas. Porém, quando o assunto é a disputa pela camisa 9 no Grêmio...

O treinador preferiu não tomar partido entre André Lima e Borges. Saiu-se com esta:

“No meu time não tem titular ou reserva. Todos têm que estar prontos quando surgir a oportunidade. É o jogador que se escala”.

André Lima começa o ano sem condições de jogo
Futura Press
André Lima começa o ano sem condições de jogo

Esta deve ser a maior briga interna na temporada gremista. Em 2010, Borges brilhou no primeiro semestre. Marcou dez gols no Gauchão e seis na Copa do Brasil até sofrer duas lesões musculares. Ficou de fora de boa parte do Brasileirão fez três gols até lesionar-se na tíbia da perna esquerda e dar lugar a André Lima.

Contratado depois da Copa do Mundo do Fluminense, André terminou o ano como titular e com boa participação no Nacional: 11 gols. Fica claro que a dupla teve boa parceria com Jonas. Caberia atuar com três atacantes? Renato descartou:

“Não pois é preciso marcação mais forte no meio. Temos o Douglas, que está mais liberado. Três atacantes sobrecarregariam a parte defensiva”.

No sábado, contra o Lajeadense, na estreia do Gauchão, Borges será o titular. André Lima não tem condições legais de atuar.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.