Tamanho do texto

Veterano diz que pode assumir outra função no time carioca, mas também cogita renovar vínculo

Confirmado oficialmente pelo Vasco na última quarta-feira como novo reforço do clube , o meia Juninho Pernambuco admitiu, nesta quinta, que poderá se aposentar do futebol profissional após o término do seu contrato com o time. O jogador, de 36 anos, assinou um compromisso para defender a equipe até 31 de dezembro de 2011 e não descarta a possibilidade de virar dirigente do clube em que fez história com as conquistas dos títulos brasileiros de 1997 e 2000 e da Libertadores de 1998.

O jogador, que estava no Al-Gharafa, do Catar, fez a revelação em entrevista ao "SporTV". "Eu estou voltando para cumprir com a minha palavra, de voltar ao Vasco , mas depois de dezembro tudo pode acontecer. Eu posso parar de jogar e assumir outra função no Vasco, ou renovar meu contrato e continuar jogando pelo Vasco", afirmou Juninho, lembrando que havia prometido que um dia voltaria a atuar pelo clube.

Jogador da seleção brasileira na Copa do Mundo de 2006, o meio-campista assegura que estará em condições físicas ideais para render o melhor do seu futebol com a camisa vascaína. Ele admite que o ritmo de treinos no futebol árabe é bem mais leve do que o praticado no Brasil, mas ele ressaltou que o fato de ter uma carreira sem grandes problemas físicos pesa em favor dele.

"Se eu conseguir jogar o que estou jogando aqui (no futebol árabe) eu tenho certeza de que o torcedor do Vasco ficará feliz", reforçou o jogador, que só poderá voltar a defender o time vascaíno a partir de junho, para quando está prevista sua chegada ao clube para dar início aos treinos com a equipe.

"Eu tenho 36 anos, mas graças a Deus nunca tive contusões sérias na minha carreira que me deixaram muito tempo sem jogar. Estou em boa forma", disse Juninho, para depois enfatizar: "Se eu não tivesse condição de jogar, eu não iria voltar".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.