Tamanho do texto

Emissora alega que a entidade não cumpriu promessa de concorrência pelos direitos de transmissão das Copas de 2018 e 2022

Por meio de um comunicado oficial, a Rede Record repudiou a decisão da Fifa de prorrogar os direitos de transmissão das Copas do Mundo de 2018 e 2022 com a Rede Globo , anunciada pela entidade na última segunda-feira.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

De acordo com a emissora, o diretor de TV da Fifa, Niclas Ericson, assegurou ainda em 2010 que haveria uma concorrência pelos direitos de transmissão dos eventos, e que a entidade garantiu uma licitação pública, transparente e aberta, de maneira semelhante a que ocorre em outros países do mundo.

Leia também:  Seleções iniciam preparação rumo à Eurocopa

A Record afirma ainda que pretende estudar medidas judiciais cabíveis na Suíça e no Brasil para tentar garantir os direitos internacionais de negociação.

Veja ainda: Clubes europeus rejeitam negociar calendário com a Fifa

A TV Globo é parceira de transmissão da Fifa desde a Copa de 1970. Segundo Jérôme Valcke, secretário geral da entidade máxima do futebol, a força de distribuição da Globo foi fator determinante na decisão de prorrogar o acordo. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.