Tamanho do texto

Atacante quer ajudar o Fluminense a voltar a vencer um clássico regional após quase um ano de jejum

Nelson Perez/FluminenseF.C.
Rafael Moura espera ajudar Flu a quebra jejum no próximo domingo
Das 14 vitórias conquistadas pelo Fluminense no Campeonato Brasileiro, nenhuma foi contra um rival carioca. Nos três clássicos do primeiro turno, foram duas derrotas e um empate. Na temporada inteira, o retrospecto é ainda mais desanimador. Em sete jogos, quatro empates e três derrotas. No próximo domingo, contra o Flamengo , às 16h, no Engenhão, pela 28ª rodada do Brasileirão, o atual campeão terá mais uma chance de acabar com o incômodo jejum.

Siga o iG Fluminense e receba as notícias do seu time

A última vitória tricolor contra um adversário carioca foi no dia 6 de novembro de 2010, na magra vitória por 1 a 0 sobre o Vasco , com um gol de Tartá, na reta final do Campeonato Brasileiro do ano passado. Com 15 gols marcados em 18 jogos no Engenhão em 2011 e acostumado a marcar em clássicos, Rafael Moura se diz incomodado e promete fazer de tudo para pôr fim à escrita de quase um ano.

“É claro o fato de ainda não termos vencido um clássico em 2011 incomoda. Tomara que isso acabe domingo e com um gol meu. O Fla-Flu, por sua história, já é um jogo muito importante. São os dois últimos campeões brasileiros, vivendo momentos parecidos e com o mesmo número de pontos”, afirmou Rafael Moura, que não começa uma partida há um mês e tem uma média de 0,83 gols por partida na temporada.

Feliz pelo clássico estar marcado para o Engenhão, Rafael Moura acredita que uma vitória domingo sobre o maior rival significará muito mais do que o fim de uma escrita que tem incomodado torcedores e jogadores do Fluminense.

“O Engenhão é um lugar que eu me sinto bem. Desde que voltei ao Fluminense, sempre faço gols lá. Jogar um Fla-Flu é sempre uma motivação extra e na minha posição é legal poder marcar um gol em um jogo como esse. O clássico será um divisor para o vencedor dentro do Brasileirão”, explicou He-Man.

Entre para a torcida virtual do Fluminense e opine sobre o jejum tricolor em clássicos


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.