Tamanho do texto

Jogador disse que não usou a palavra "negro" em um sentido depreciativo contra Patrick Evra, do Manchester United

Getty Images
Cumprindo suspensão, Suarez se desculpou e disse que não usou a palavra negro com sentido depreciativo
Na derrota do Liverpool para o Manchester City , na última terça-feira, o atacante Luis Suárez teve sua primeira partida de suspensão, graças à punição recebida por atitude racista contra Patrice Evra, do Manchester United . Ele chamou o lateral-esquerdo de negro . Embora tenha decidido não apelar contra a decisão, o uruguaio voltou a tentar se defender e, desta vez, pedir desculpas pelo fato ocorrido em outubro.

Leia também: Preocupada com futuro do filho, mãe afirma que Suárez não é racista

"Eu admiti para a comissão que eu disse a palavra em espanhol uma, e apenas uma, vez. Disse aos membros do painel que eu não vou usar mais esta palavra nos gramados ingleses", afirmou o uruguaio. "Eu nunca, jamais, usei esta palavra em um sentido depreciativo e se isso ofendeu alguém, gostaria de me desculpar", completou o jogador, sem realizar o pedido diretamente ao jogador francês.

Durante a partida entre Manchester United e Liverpool, em outubro, o atacante dos Reds foi acusado de ter sido preconceituoso com o jogador rival. Após meses de investigação, a Federação Inglesa decidiu puni-lo com suspensão de oito jogos , além de multa de 40 mil libras, graças a um dossiê de 115 páginas, que revela o teor da discussão no gramado.

Segundo o relatório, após um carrinho de Suárez, Evra se levantou e perguntou por que ele o atingiu daquela forma. Na resposta, o sul-americano dispara: " Porque você é negro ". Ainda na sequência, ele chegaria a provocar comentando que "não falava com negros". Apesar de apoiar seu jogador, o Liverpool também decidiu não apelar quanto à decisão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.