Tamanho do texto

Em jogo com raras oportunidades de gol, time de Oswaldo de Oliveira não consegue a vitória e deixa o campo vaiado pela torcida

Divulgação
Andrezinho tenta jogada pelo Botafogo
O Botafogo desperdiçou a chance de assumir de maneira isolada a liderança do Grupo B da Taça Guanabara. Uma vitoria simples sobre o Nova Iguaçu neste domingo faria com que a equipe chegasse a seis pontos e deixasse o Flamengo para trás. Mas o time comandado por Oswaldo de Oliveira se mostrou pouco criativo e deixou o estádio de Moça Bonita com um empate em 0 a 0, para frustração dos torcedores.

Confira a classificação da Taça Guanabara

Foram raras as chances de gol produzidas pelo Botafogo. A melhor oportunidade veio no segundo tempo com Loco Abreu , que chegou a driblar o goleiro, mas foi desarmado antes do chute. A fraca atuação fez com que os jogadores deixassem o campo sob vaias.

Leia também: Sob chuva, Vasco supera semana tumultuada e Duque de Caxias

Com o resultado deste domingo, o Botafogo chega a quatro pontos e fica na segunda posição do grupo. O líder é o Flamengo, que tem a mesma pontuação, mas leva vantagem no saldo de gols (4 a 2). O Nova Iguaçu é o terceiro colocado, também com quatro pontos ganhos e um gol de saldo.

O próximo adversário do Botafogo na Taça Guanabara será o Madureira na quinta-feira, no estádio Aniceto Moscoso. O Nova Iguaçu volta a entrar em campo já na quarta-feira, quando encara o Bonsucesso fora de casa.

O jogo

O Botafogo rapidamente tomou a iniciativa e começou melhor. A primeira boa chance aconteceu logo aos dois minutos com uma cobrança de falta de Andrezinho na meia-lua. Bem colocado, o goleiro Jefferson fez a defesa.

Apesar da maior posse de bola, o Botafogo não conseguiu mais construir chances claras de gol. Com um ataque pouco criativo, o time pressionava o adversário de maneira desorganizada. O Nova Iguaçu se defendeu com eficiência, mas também não levou perigo ao gol botafoguense.

Os dois goleiros praticamente não trabalharam ao longo dos primeiros 45 minutos da partida. Pouco exigidos, não precisaram fazer intervenções complicadas para mantér o zero no placar.

Pouca coisa mudou na segunda metade do jogo. A torcida botafoguense comemorou quando o técnico Oswaldo de Oliveira colocou Herrera no lugar de Elkeson. Mas a entrada do argentino não surtiu efeito no time, que seguiu com dificuldades para criar situações de gol.

A melhor chance de tirar o zero do placar aconteceu aos 19 minutos. Loco Abreu recebeu a bola na grande área livre de marcação e driblou o goleiro. Mas no momento de estufar as redes, o atacante foi desarmado por Naylhor, que afastou o perigo.

Com posse de bola muito superior ao rival, o Botafogo continuou procurando o gol da vitória, mas não conseguiu encontrar uma maneira de superar a marcação do Nova Iguaçu. Nem mesmo as entradas de Felipe Menezes e Caio mudaram o comportamento da equipe, que não voltou a ameaçar o adversário.

FICHA TÉCNICA - NOVA IGUAÇU 0 X 0 BOTAFOGO
Local:
Estádio Moça Bonita, Rio de Janeiro (RJ)
Data: 29 de janeiro de 2012, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Antônio Maciel
Assistentes: Michael Correia e Luis Felipe Costa
Cartões amarelos: Ualace, Vágner Eugênio e Naylhor (Nova Iguaçu); Márcio Azevedo e Loco Abreu (Botafogo)

NOVA IGUAÇU: Jefferson; Marcelinho, Naylhor, Vagner Eugênio e Uallace (Chiquinho); Amaral, Luan, Mossoró (Paulo Henrique) e Dieguinho; Zambi e Leandrão (Lukian)
Técnico: Léo Condé

BOTAFOGO: Jefferson; Lucas, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Marcelo Mattos, Renato, Maicosuel (Caio), Andrezinho (Felipe Menezes) e Elkeson (Herrera); Loco Abreu
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Entre para a torcida virtual do Botafogo e o ajude a subir no ranking nacional

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.