Tamanho do texto

Revista é feita nos portões do Olímpico para evitar violência em Grêmio e Flamengo

Gremista foi impedido de entrar no Olímpico com cartaz contra R10
Hector Werlang
Gremista foi impedido de entrar no Olímpico com cartaz contra R10
A Polícia Militar do Rio Grande do Sul cumpriu o prometido e impediu a entrada de qualquer material alusivo a Ronaldinho Gaúcho no Olímpico. Antes de entrar no estádio para ver Grêmio e Flamengo, a partir das 16h deste domingo , torcedores são revistados. E qualquer faixa, cartaz, cédula de dinheiro, enfim, tudo que seja ofensivo a R10, é confiscado e jogado no lixo.

Twitter iG Grêmio: Notícias e comentários em tempo real

Em cada um dos portões do Olímpico, abertos às 13h30min, há grandes sacos de lixo. É lá que o material é deixado. Funcionários do Grêmio, orientadores de jogos organizam as filas e alertam os torcedores:

“Não vai entrar nada do Ronaldinho!”.

A abordagem policial é tranquila. Os PMs conversam com os torcedores e explicam a determinação – a proibição foi baseada no artigo 13 do Estatuto do Torcedor. A intenção é evitar que estas manifestações, que começaram cedo , gerem violência.

R10 é desafeto da torcida do Grêmio desde 2001, quando trocou o clube gaúcho pelo PSG sem o pagamento de indenização. A mágoa cresceu, em janeiro, quando o atleta preferiu o Flamengo ao retornar ao Brasil.

Entre para a Torcida Virtual e convide seus amigos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.