Tamanho do texto

Presidente do Cruzeiro, que deixa o cargo no dia 31, diz que negociaria o jogador. Corinthians e São Paulo têm interesse

O presidente do Cruzeiro , Zezé Perrella, vai ficar no cargo até o próximo dia 31 de dezembro, quando o presidente eleito Gilvan de Pinho Tavares assume o cargo. O atual dirigente revelou nesta terça-feira que, se fosse permanecer no clube, o armador argentino Montillo seria negociado.

Leia ainda: Corinthians espera esforço de Montillo para tê-lo em 2012

De acordo com Perrella, o argentino pode não gerar mais lucros para o clube no futuro, já que tem 28 anos. "Infelizmente, o futebol é deficitário e não existe outra maneira de manter as contas em dia a não ser com a venda de jogadores. Foi assim que mantivemos o clube saneado e conquistamos vários títulos nesses 19 anos. Se não vendermos, não temos como pagar os nossos compromissos. Se alguém mudar essa política, os salários não serão pagos em dia. Acho muito difícil segurar o Montillo", afirmou o cartola em entrevista à TV Globo .

Assediado por clube como Corinthians, atual campeão brasileiro e São Paulo, Montillo revela que vai curtir as férias na Argentina e quando retornar ao Brasil vai conversar com a diretoria do Cruzeiro sobre uma possível negociação. O jogador, no entanto, frisou que tem contrato em vigor com o time mineiro.

Veja também: Busca por um meia é prioridade do São Paulo para 2012

"Sempre que um time grande olha para mim é muito importante. Um time grande como o Corinthians, atual campeão. Me sinto tranquilo. Tenho contrato assinado com o Cruzeiro e sou um cara que respeita bastante os times que jogo. Agora é curtir as férias. Depois é conversar com a diretoria do Cruzeiro, ver o que acham da proposta que vão receber", afirmou.

Entre para a Torcida Virtual do Cruzeiro e comente a postura de Zezé Perrella

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.