Tamanho do texto

"Foi por conta da euforia, mas não foi uma atitude legal", disse o brasileiro naturalizado português

O zagueiro Pepe foi um dos jogadores que mais encarnou o espírito de 'guerra' que envolveu a final da Copa do Rei entre Real Madrid e Barcelona . Raçudo e até ríspido em algumas oportunidades, foi um dos jogadores que mais comemorou o gol de Cristiano Ronaldo, que deu o título aos merengues. A forma como o fez, no entanto, não foi das mais felizes.

Em meio ao êxtase da celebração, o defensor fez gestos ofensivos em direção à torcida catalã, lançando 'bananas' com os braços. Ciente de que a atitude não era das mais indicadas, o defensor se desculpou publicamente pelo ato.

"Peço perdão pelo que fiz depois do gol. Foi por conta da euforia, mas não foi uma atitude legal", afirmou o atleta madridista, que logo após comemorar teve a sua ação recriminada por Arbeloa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.