Tamanho do texto

Jogador lembra que mau resultado contra o Ceará pode estragar a boa relação com a torcida do Flamengo

O Flamengo ostenta uma série de 26 jogos de invencibilidade, sendo 25 apenas este ano. O time conquistou o Campeonato Carioca e está nas quartas de final da Copa do Brasil. Mas o goleiro Felipe sabe que o bonde sem freio não pode parar ou corre o risco de ver a boa relação com a torcida se transformar em pesadelo da noite para o dia.

Siga o iG Flamengo no Twitter e receba informações em tempo real

Quinta-feira, às 21h50, contra o Ceará , o Flamengo volta a jogar no Engenhão, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. A necessidade de um bom resultado é grande para evitar a pressão da volta, que, por enquanto, está marcada para o Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza .

“Quando você é campeão, tudo melhora. O ambiente que era ótimo, ficou excelente, mas não dá para se acomodar. Já temos jogo na quinta-feira. Se perder, o que era bom fica ruim e o goleiro bom já não presta mais. Time grande é assim mesmo, vive sob pressão. Todo mundo que aplaudiu domingo, vai vaiar se o resultado não for bom. Não podemos deixar isso acabar e só vamos conseguir com vitórias”, disse o goleiro Felipe.

O atacante Wanderley disputa a bola com um zagueiro do Horizonte-CE
AE
O atacante Wanderley disputa a bola com um zagueiro do Horizonte-CE
Esse será o primeiro confronto do Flamengo contra um time da Série A na Copa do Brasil deste ano. Antes, o time eliminou Murici-AL, Fortaleza e Horizonte-CE. A expectativa é de um maior equilíbrio, depois de classificações tranquilas, apesar do susto nas oitavas de final, com o empate em 1 a 1 com o Horizonte-CE, no Engenhão . Depois, a vitória por 3 a 0, fora de casa, garantiu a vaga nas quartas de final.

“O Ceará tem vários jogadores conhecidos, como Iarley, que foi meu companheiro no Corinthians, o Thiago Humberto, Marcelo Nicácio e outros. Não vai ser aquela surpresa como foi contra o Horizonte-CE, pois é um time conhecido, de mais tradição e vai decidir em casa. Por isso, para pensar em passar de fase, precisamos de um bom resultado no Engenhão”, avisou Felipe, campeão da Copa do Brasil de 2009 pelo Corinthians.