Tamanho do texto

Entre os grandes clubes, é contra o Botafogo que o Atlético-MG tem o seu pior desempenho no Século 21

AE
Em três jogos no ano, o Botafogo venceu todos. Dois pela Sul-Americana e um pelo Brasileiro
Para não depender de outros times para se garantir na Série A, o Atlético-MG precisa superar o adversário que ele menos vezes venceu no Século 21. Nos últimos 11 anos, Atlético-MG e Botafogo se enfrentaram 23 vezes e o time mineiro venceu apenas duas vezes, a última em 2008, também pelo segundo turno do Brasileirão.

Veja também: Atlético-MG se mantém distante do Z-4. Veja a classificação atualizada

Com 15 vitórias nesse período, o Botafogo se tornou o maior algoz atleticano nos últimos anos . A boa sequência da equipe carioca diante dos mineiros resultou em quatro eliminações do Atlético-MG contra o Botafogo em competições de mata-mata, duas na Copa do Brasil e duas na Sul-Americana. É diante desse adversário que o Atlético-MG tem de pontuar para não depender de outros resultados.

Leia também: Para não fazer mais contas, Cuca quer os pontos contra o Botafogo

“Cada jogo tem sua história, independentemente dessa marca que o Botafogo conseguiu contra o Atlético. Agora a gente tem de entrar com o objetivo definido, pois a vitória nos ajuda. É esquecer o que passou, temos de nos entregar em campo. Nossa equipe vem numa crescente e é conseguir o resultado para nos livrarmos de vez do rebaixamento”, disse o goleiro Renan Ribeiro ao ser questionado sobre o desempenho atleticano ante o Botafogo.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Com quatro derrotas seguidas, o Botafogo precisa vencer o Atlético-MG para se manter na briga por uma vaga na Copa Libertadores . Apesar do momento ruim da equipe carioca, que até perdeu seu treinador , os jogadores atleticanos não esperam um jogo fácil neste domingo.

Siga o Twitter do iG Atlético-MG e receba notícias do time em tempo real

“É um grande time, apesar das derrotas que vêm acontecendo com o Botafogo. Temos que ter cuidado. Eles têm grandes jogadores, mas, jogando dentro de casa, dificilmente, a gente sai com a derrota. Nesse segundo turno a gente não perdeu nenhuma dentro de casa. É só manter, manter o foco na partida, saber o que vai fazer dentro do jogo, como a gente está fazendo, que vamos sair com uma boa vitória”, disse o atacante Neto Berola .

Reencontro especial

Enfrentar o Botafogo não é uma novidade para o técnico Cuca . Somente no comando do Atlético-MG foram três confrontos, todos vencidos pelos cariocas. Mas uma vitória atleticana tira o Botafogo de próxima Copa Libertadores. Apesar de não esconder o carinho que tem pelo ex-clube, Cuca só foca na vitória da sua equipe .

“Eu nunca neguei que o melhor lugar que trabalhei até hoje foi no Botafogo. Foram dois anos e meio, três montagens de time, um melhor que o outro. Tenho grandes lembranças de lá, do torcedor principalmente. Vivemos momentos maravilhosos. Eu me identifiquei muito com o Botafogo, gosto muito do clube. Temos que sair da zona de rebaixamento, é nossa vida este jogo. Assim como é a vida do Botafogo, buscando seu lugar na Libertadores. Tenho que entender que hoje somos adversários”, disse o comandante atleticano.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.