Tamanho do texto

Meia, que já conquistou o torneio europeu duas vezes, espera agora levantar a taça sul-americana

Nelson Perez/FluminenseF.C.
Deco acredita que a Copa Libertadores é mais difícil que a Liga dos Campeões
De todos os campeonatos que o meia Deco disputou até hoje na carreira, poucos não foram parar no currículo. Campeão brasileiro, português, inglês, espanhol, da Copa da Uefa e duas vezes da Liga dos Campeões, o meia tem claro seu próximo objetivo na carreira vestindo a camisa do Fluminense : conquistar pela primeira vez a Copa Libertadores da América .

Leia mais: Deco supera lesões para ser referência do Flu na Libertadores

Porém, apesar de todas as conquistas no continente europeu, para Deco, o torneio sul-americano aparece como o mais difícil, inclusive que a Liga dos Campeões.

Veja mais: Corinthians vence o Flu e conquista a Copa SP pela oitava vez

"Existe uma diferença principal. Na Copa Libertadores, um time inferior tecnicamente acaba equilibrando um pouco pelas dificuldades do gramado dos campos, pelas viagens longas e desgastantes. Na Liga dos Campeões, os campos são melhores, as viagens mais curtas, então no final das contas os favoritos sempre acabam chegando. Já aqui é mais difícil, não tanto pelo fator técnico, mas por essas questões de fora que acabam complicando", declarou o armador do Fluminense.

O meia, poupado na estreia do Campeonato Carioca, aguardada ansioso pela estreia na temporada, que deverá acontecer neste sábado, às 19h30, no estádio Raulino de Oliveira, contra o Volta Redonda, pela segunda rodada da Taça Guanabara. O jogador espera adquirir ritmo de jogo rapidamente para a disputa da Copa Libertadores.

"A gente está treinando bem, a pré-temporada foi boa, trabalhamos bastante. Agora é começar a jogar né. O ritmo de jogo só vem jogando, não é só ficar treinando. Quero jogar o mais rápido possível para estar pronto para a Copa Libertadores", disse Deco.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.