Tamanho do texto

Time alviverde empatava até os 39 do 2º tempo, mas Maikon Leite marcou em seu segundo toque na bola

Jogando da mesma forma que em 2011 - e vivendo os mesmos problemas - o Palmeiras venceu o Bragantino por 2 a 1 na tarde deste domingo, em Bragança Paulista, pela rodada inaugural do Paulistão . O primeiro gol alviverde saiu na jogada mais conhecida pelos torcedores: cruzamento de Marcos Assunção e testada firme. A equipe do interior empatou de pênalti, mas Flávio Murtosa mexeu bem e colocou Maikon Leite - mesmo arriscando a levar um "puxão de orelha" de Felipão . Em seu segundo toque na bola, o baixinho completou cruzamento de Valdivia , o melhor em campo , para dar a vitória ao Palmeiras.

VEJA TAMBÉM: Classificação atualizada do Campeonato Paulista

A partida foi corrida e disputada, mas fraca tecnicamente. Provas disso foram o alto número de passes errados (74, 43 do Bragantino, 31 do Palmeiras) e lançamentos para ninguém (65, 33 da equipe do interior, 32 do time da capital). As duas equipes chegaram bastante ao gol adversário, mas as boas atuações dos goleiros Bruno e Rafael Santos impediram um placar maior no estádio Nabi Abi Chedid.

O Palmeiras voltou a sofrer com a falta de um centroavante de confiança. Ricardo Bueno saiu vaiado pela torcida após perder chance clara. A esperança dos torcedores é que a chegada do argentino Hernán Barcos, já aprovado nos exames médicos , resolva o problema.

PÓS-JOGO: Murtosa assume risco de "puxão de orelha" ao arriscar com Maikon Leite

Ainda sem o técnico Luiz Felipe Scolari, suspenso, o time do Palestra Itália volta a campo nesta quarta-feira, quando enfrenta a Portuguesa , às 22h (horário de Brasília), no Pacaembu. No mesmo dia, mas às 19h30, o Bragantino visita a Ponte Preta em Campinas. As partidas serão válidas pela 2ª rodada do Campeonato Paulista.

Maikon Lete ganha abraço de Fernandão após entrar e marcar o gol da vitória do Palmeiras
Gazeta Press
Maikon Lete ganha abraço de Fernandão após entrar e marcar o gol da vitória do Palmeiras

O jogo
Os times mal tinham se estudado e o Palmeiras logo apresentou seu tradicional cartão de visitas: Marcos Assunção cobrou escanteio pela direita e o zagueiro Leandro Amaro apareceu entre os zagueiros para cabecer e abrir o placar em Bragança Paulista. O gol relâmpago deixou o jogo corrido e disputado, com chances para ambas as equipes. O goleiro Bruno salvou boa cabeçada de Astorga aos 25 minutos, na melhor chance do Bragantino na etapa inicial.

MAIS VESTIÁRIOS: Aplaudido, Valdivia acredita em evolução e ganha elogios do chefe

Levando pressão, o Palmeiras tentava igualar a partida nos contra-ataques. Valdivia e Márcio Araújo poderiam ter criado perigo em duas arrancadas, mas as jogadas não deram em nada. Luan , que quase não foi relacionado devido às dores no pé esquerdo, não só foi para o jogo como era um dos jogadores mais acionados pelos palmeirenses. De seus pés saíram boas chances para o time alviverde ampliar, mas o primeiro tempo ficou mesmo no 1 a 0.

E AINDA: Barcos é aprovado e assina com o Palmeiras segunda ou terça-feira

Na volta do intervalo, o duelo continuou corrido e disputado. O Palmeiras chegou bem em cruzamento de Luan logo no início, mas o Bragantino respondeu bem em cobrança de falta: Bruno teve que se esticar todo para espalmar. Um dos melhores jogadores em campo pela equipe do interior, o meia Léo Jaime recebeu pela esquerda e foi derrubado por Cicinho na área. O goleiro palmeirense até foi bem na bola, mas a cobrança de Wellington saiu firme. 1 a 1.

O time da capital tentou reagir rápido: Marcos Assunção levantou na área e Valdivia cabeceou forte. A bola tinha endereço, mas o goleiro Rafael Santos fez ótima defesa. Em seguida, o chileno achou passe perfeito para Ricardo Bueno. Na cara do goleiro, o camisa 9 tentou tocar por cobertura. A bola saiu, e o atacante também: muito vaiado, foi substituído por Fernandão. Para tentar mudar de vez o panorama do jogo, o técnico interino Flávio Murtosa trocou Tinga , em tarde ruim, por Maikon Leite.

E deu certo. Muito certo. Em seu segundo toque na bola, o atacante completou cruzamento de Valdivia e anotou o gol da apertada vitória palmeirense. O atacante teve boa chance para ampliar depois, mas o goleiro do Bragantino foi bem, assim como Bruno, que pouco depois segurou cruzamento rasteiro e garantiu o resultado.

FICHA TÉCNICA - Bragantino 1 x 2 Palmeiras
Campeonato Paulista 2012 – 1ª rodada
Local: Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista-SP
Data: 22 de janeiro de 2012, domingo
Horário: 17h (horário de Brasília)
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho
Auxiliares: Rafael Ferreira da Silva e Fausto Augusto Viana Moretti
Cartões amarelos: Wellington, Murilo Henrique, Luiz Henrique, Paulo Roberto, Astorga, Júnior Lopes e Serginho (BRA); Cicinho, Leandro Amaro, Henrique e Maikon Leite (PAL)

GOLS:
BRAGANTINO: Wellington, aos 15 minutos do segundo tempo
PALMEIRAS: Leandro Amaro, aos 6 minutos do primeiro tempo, e Maikon Leite, aos 39 minutos do segundo tempo

BRAGANTINO: Rafael Santos; Luiz Henrique, André Astorga e Murilo Henrique; Victor Ferraz, Serginho, Wellington, Fernando Gabriel (Júnior Lopes) e Léo Jaime; Romarinho (Paulo Roberto) e Giancarlo (Bruno) Técnico: Marcelo Veiga

PALMEIRAS: Bruno; Cicinho, Leandro Amaro, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Marcos Assunção, Tinga (Maikon Leite) e Valdivia (Chico); Luan e Ricardo Bueno (Fernandão) Técnico: Flávio Murtosa

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.