Tamanho do texto

Após conquista do Paulista, em 2008, time deixa títulos que já estavam no sonho do torcedor escapar

Desde que conquistou o título do Paulistão em 2008, o Palmeiras tem se especializado em iludir seus torcedores. O time chega muito perto da conquista, mas deixar escapar taças que já eram erguidas nos sonhos dos palmeirenses.

O caso mais emblemático neste período foi o Brasileirão de 2009, em que o Palmeiras chegou a abrir uma vantagem de sete pontos na ponta, contratou Muricy Ramalho , então tricampeão, mas acabou fora até da zona de Libertadores. O time deixou de vencer jogos contra o Santo André e Sport , por exemplo, que seriam rebaixados na temporada.

O jogo que ficou bastante marcado nessa campanha foi contra o Fluminense , no Maracanã. O então árbitro Carlos Eugênio Simon anulou um gol de Obina, aparentemente legal. Luiz Gonzaga Belluzzo, na época o presidente, perdeu a calma e atacou o juiz com os mais variados xingamentos.

Palmeiras tem lamentado muito nos últimos três anos
AE
Palmeiras tem lamentado muito nos últimos três anos
Antes daquela queda, o Palmeiras ainda seria eliminado na Libertadores pelo Nacional, após uma fase de classificação com uma vitória épica, que teve um golaço de Cleiton Xavier no último minuto, diante do Colo Colo, fora de casa. Depois, outra vitória heroica deu esperanças ao torcedor. O time bateu o Sport nos pênaltis, contando, como sempre, com a excelente perfomance de Marcos. No fim, o fraco Nacional, do Uruguai, saiu vencedor com o Palmeiras perdendo gols inacreditáveis.

Também no mesmo ano, o Palmeiras se classificou em primeiro do Paulistão, levando esperanças para os torcedores comemoraram o bicampeonato. O Santos, que já contava com Neymar, derrubou o time dentro do Palestra Itália.

No ano passado, a decepção veio com a Copa Sul-Americana. Enfrentando o Goiás na semifinal, todos os aspectos levavam a crer numa classificação palmeirense. A experiência de Felipão em torneios de mata-mata, o resultado positivo no jogo de ida, a decisão em casa e o fato de o rival já ter sido rebaixado no Brasileirão. De nada adiantou, e a zebra dominou o estádio municipal de São Paulo.

Nesta temporada, a Copa do Brasil e o Paulistão foram dois novos exemplos. A eliminação dentro de casa para o Corinthians acabou caindo na conta de Paulo César de Oliveira e parecia não ter abalado tanto o torcedor e nem mesmo o elenco.

No fim, o vexame em Curitiba na Copa do Brasil, quando o time foi derrotado por 6 a 0 no Couto Pereira, mostrou que a eliminação tinha, sim, causado efeitos nos elenco. Justamente a competição que Felipão mais conquistou na sua carreira foi responsável por mais uma grande decepção para os palmeirenses.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.