Tamanho do texto

Craque não repete na seleção as grandes atuações do Barcelona, que o fizeram ser escolhido o melhor jogador do mundo pela Fifa

selo

O péssimo início da Argentina nesta Copa América , com dois empates em dois jogos, tem rendido muitas críticas no país, que sedia a competição. O principal alvo das mesmas é Lionel Messi . O craque não repete na seleção as grandes atuações do Barcelona, que o fizeram ser escolhido o melhor jogador do mundo pela Fifa nos últimos dois anos.

"Leo (Messi) está muito mal por esta situação. Não entende porque começou tudo isso", declarou o pai do jogador, Jorge Messi, à Radio 10, nesta sexta-feira. "É a primeira vez que o vaiam assim. Ele está mal, porque quando chegou ao país há alguns dias não esperava as pessoas criticando. É muito duro", apontou.

Para Jorge, a imprensa argentina "só põe fogo" neste descontentamento do torcedor com seu filho. Após o empate por 0 a 0 diante da Colômbia, ocorrido na última quarta-feira, jornais locais afirmaram que Messi só consegue atuar na Europa e reclamaram até do fato de ele não ter cantado o hino nacional antes da partida.

"A imprensa argentina pode criticar, porque é lógico que a Argentina está jogando mal, mas deveria cuidar um pouco mais da seleção. Além disso, essas pessoas são formadoras de opinião e falam sobre a parte pessoal dos jogadores. Isso dói e incomoda. Estão criticando Lionel por não cantar o hino aos quatro ventos. Isso passa pela personalidade de cada um", afirmou.

Apesar de exaltar o comportamento de Messi, Jorge admitiu que o jogador não se sente à vontade na seleção como no time espanhol que defende. "No Barcelona há outro ambiente. É uma equipe montada há quatro anos. A seleção não pôde concretizar isto. Jogar uma Copa América em seu próprio país é uma pressão terrível", avaliou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.