Titulares da seleção sentiram peso da camisa contra a Argentina

Estreantes tiveram queda de rendimento em comparação com suas médias do Brasileirão. Ronaldinho e Damião mantiveram desempenho

Allan Brito, iG São Paulo | 15/09/2011 07:16

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

O resultado de 0 a 0 já serviria para mostrar que os jogadores da seleção brasileira sentiram o peso da camisa contra a Argentina, pelo Superclássico das Américas. Mas as estatísticas da partida também servem como prova de que os atletas não foram bem, já que a maioria deles sequer repetiu os desempenhos que costumam ter no Campeonato Brasileiro. Ou seja, sentiram o peso da amarelinha. Ronaldinho Gaúcho e Leandro Damião foram alguns dos poucos que não tiveram problema com isso.

Veja também: só um terço dos convocados de Mano eram destaques do Brasileirão

Formada por jogadores que atuam apenas no Brasil, a seleção contou com seis estreantes em seu time titular. Jéfferson, Danilo, Dedé, Réver, Paulinho e Renato Abreu fizeram seus primeiros jogos com a amarelinha. E o esperado aconteceu: a maioria teve uma atuação ruim e números piores do que suas médias no Brasileirão.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Dedé e Réver, por exemplo, tiveram estatísticas ruins nos fundamentos principais para os zagueiros. O jogador do Atlético-MG afastou apenas quatro bolas no jogo, enquanto sua média no Brasileirão nesse quesito é mais do que o dobro, 9,4. Já o vascaíno apresentou uma queda no número de desarmes, pois tem média de 3 pelo time, mas com a amarelinha só conseguiu fazer isso uma vez.

Tenha de graça as estatísticas no seu iPhone e faça comparações entre times e jogadores

Os meio-campistas Paulinho e Renato Abreu, com atuações apagadas, sentiram ainda mais o peso da camisa da seleção brasileira. Enquanto o volante do Corinthians teve uma queda na sua média de desarmes, de 3,5 para apenas 1, o experiente flamenguista piorou demais em um dos fundamentos mais básicos para um meio-campista, o passe. No time carioca ele costuma fazer 44 passes certos, mas pela seleção fez apenas 19.

O lateral-direito Danilo foi uma exceção no grupo de estreantes. Talvez por estar acostumado a jogar com a seleção sub-20 ele conseguiu números até melhores do que costuma ter pelo Santos, no Brasileirão. Sua quantidade de passes certos, nesta quarta, chegou a 50, enquanto pelo time ele tem uma média de 25,6.

Mas até alguns experientes da seleção, que já tinham jogado pelo Brasil, mostraram queda de rendimento em comparação com suas médias no Campeonato Brasileiro. O volante Ralf, que já foi convocado três vezes pela seleção principal e até foi titular na derrota para a Alemanha, foi mal nesta quarta. Ele piorou tanto no número de desarmes quanto na quantidade de bolas afastadas.

A justificativa dos jogadores para um desempenho tão abaixo da média foi a falta de entrosamento. “O desentrosamento atrapalhou sim. Treinamos poucos dias, é pouco tempo”, alegou Paulinho. Já o técnico Mano Menezes, apesar de todas evidências de uma atuação ruim, disse que gostou do que fez a seleção brasileira.

<span>Neymar era um dos principais astro do jogo entre Argentina e Brasil</span> - <strong>Foto: AFP</strong> <span>Neymar deu trabalho, mas também teve que marcar durante o jogo contra a Argentina</span> - <strong>Foto: AFP</strong> <strong>Publicidade</strong> <span>Ronaldinho era outro astro presente em campo contra a Argentina</span> - <strong>Foto: AFP</strong> <span>Torcida da seleção brasileira estava em Córdoba para protestar contra dirigentes do futebol</span> - <strong>Foto: AE</strong> <span>Renato Abreu e Sebá disputam jogada aérea na Argentina</span> - <strong>Foto: AE</strong> <span>O primeiro tempo acabou 0 a 0 e Mano Menezes não escondeu seu descontentamento com a seleção brasileira</span> - <strong>Foto: AFP</strong> <span>Mano Menezes fez de tudo para ser ouvido durante o jogo contra a Argentina</span> - <strong>Foto: AFP</strong> <span>Kléber faz voar o jogador argentino durante o amistoso</span> - <strong>Foto: EFE</strong> <span>Do outro lado, Danilo, lateral-direito do Santos, sofre para proteger a bola no jogo contra a Argentina</span> - <strong>Foto: AE</strong> <span>Leandro Damião foi um dos poucos destaques do jogo, deu trabalho para a Argentina e acertou duas bolas na trave</span> - <strong>Foto: AFP</strong>

Pelo menos os atacantes, que eram os principais astros do jogo contra a Argentina, conseguiram igualar as suas médias do Brasileirão. Chama atenção apenas o fato de Neymar não ter conseguido sequer uma finalização certa na partida. Pelo Santos ele tem média de 1,4 nessa estatística.

O melhor do Brasil na partida desta quarta, Leandro Damião, conseguiu números mais semelhantes com os que têm pelo Internacional. E só não repetiu todo o sucesso porque a trave evitou. As duas finalizações do centroavante, as únicas chances de gol da seleção, pararam no poste.

Veja as principais estatísticas dos titulares da seleção e suas médias pelo Brasileirão: 

JÉFFERSON Brasileirão Contra a Argentina
Defesas 3,3 2

DANILO Brasileirão Contra a Argentina
 Cruzamentos certos  0,2 1
 Lançamentos certos  1,3 5
 Passes certos 25,6 50

 

RÉVER Brasileirão Contra a Argentina
 Bolas afastadas 7,9 13
 Desarmes certos  2,9 1
 Faltas cometidas 1,1 2

 

DEDÉ Brasileirão Contra a Argentina
 Bolas afastadas  9,4 4
 Desarmes certos 3,3 2
 Faltas cometidas 1,9 1

 

KLÉBER Brasileirão Contra a Argentina
 Cruzamentos certos 1,6 1
 Lançamentos certos 2,6  3
 Passes certos 44,3 47

 

RALF Brasileirão Contra a Argentina
 Bolas afastadas  6  3
 Desarmes certos  5,1 1
 Faltas cometidas 1,7  2

 

PAULINHO Brasileirão Contra a Argentina
 Assistências 0,1  0
 Desarmes certos 3,5 1
 Passes certos 35,3  37

 

RENATO ABREU Brasileirão Contra a Argentina
 Assistências  0 0
 Desarmes certos  1,7 1
 Passes certos  44,9 19

 

NEYMAR Brasileirão Contra a Argentina
 Assistências  0,1  0
 Dribles certos  6,2 11
 Finalizações certas  1,4 0

 

RONALDINHO GAÚCHO Brasileirão Contra a Argentina
 Assistências 0,4 0
 Dribles certos 2,8 2
 Finalizações certas 1,5 2

 

LEANDRO DAMIÃO Brasileirão Contra a Argentina
 Dribles 1  1
 Finalizações certas  1,8 2
 Gols feitos  0,6 0

 

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


2 Comentários |

Comente
  • Macedo | 15/09/2011 11:23

    VOCÊ ERROU NOS NÚMEROS DO RÉVER, ELE AFASTOU O DOBRO DE BOLAS NO JOGO DE ONTEM EM RELAÇÃO AO BRASILEIRÃO, E DIGNA DE PASSAGEM ELE MOSTROU A QUE VEIO, DOA A QUEM DOER!!!

    Responder comentário | Denunciar comentário
  • Welton | 15/09/2011 11:20

    Sr. Allan Brito, iG São Paulo,\nCorrija a sua reportagem pois o zagueiro Réver do meu querido Galo atou de forma espetacular com apenas um erro no primeiro tempo em uma saída de bola, no mais foi bastante participativo e mostrou a que veio, não pode queimá-lo com um erro seu, na verdade você confundiu os números do Dedé com do réver vide tabela apresentada por você mesmo, o Réver afastou 13 bolas no jogo de ontem contra 7,9 de média no brasileirão!!!!

    Responder comentário | Denunciar comentário

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!




*Campos obrigatórios

"Seu comentário passará por moderação antes de ser publicado"

Mais destaques

Destaques da home iG

Ver de novo