Tamanho do texto

Secretário geral da entidade, Jérôme Valcke, está em Brasília e disse que nenhum outra sede pediu tanto à Fifa

O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, reclamou das exigências feitas pelo governo federal em relação a realização da Copa do Mundo no país. O dirigente, que já havia criticado o atraso na aprovação da Lei Geral da Copa, afirmou que o país pediu mais que os outros que sediaram o Mundial.

Veja também: Fifa fará tour no Brasil ao lado de Ronaldo e de políticos

“Porque vocês ganharam cinco vezes a Copa, vocês acham que podem pedir, pedir”, afirmou Valcke, ao lado do ministro do esporte, Aldo Rebelo, e do membro do conselho administrativo do COL (Comitê Organizador Local da Copa), Ronaldo.

Ronaldo, Aldo Rebelo, Jérôme Valcke eLuis Fernandes na coletiva
Agência Brasil
Ronaldo, Aldo Rebelo, Jérôme Valcke eLuis Fernandes na coletiva

O dirigente se referia, principalmente, ao texto da Lei Geral da Copa, documento que deverá dar garantias à Fifa, dona do Mundial. A primeira versão do texto do projeto de lei, encaminhado ao Congresso Nacional em setembro de 2011, d esagradou a entidade máxima do futebol . Após se reunir com Valcke, a presidenta Dilma Roussef admitiu alterações no projeto de lei e novo texto foi redigido. O documento está sendo analisado pelos deputados. O governo e a Fifa esperam que ele seja votado até março.

Leia mais: Torcedores protestam no Maracanã e pedem mais jogos do Brasil no Rio

“Acho que agora é o momento de assinar o acordo. Todos nós estamos focando nessa lei”, afirmou Valcke, que chegou a ironizar o que, segundo ele, é uma demora na aprovação do texto. “Agora nossa missão é fazer essa lei nascer. Agora é a hora de fazer esse bebê nascer. A gente tem que fazer esse bebê nascer, já passaram os nove meses”, disse.

Leia ainda: Quer ser voluntário da Copa do Mundo de 2014? Saiba como

Apesar das críticas, Valcke tentou se mostrar alinhado com o governo e com o COL, que esteve representado por Ronaldo. “Não há nada errado na nossa relação”, declarou o dirigente. “Será a melhor Copa de todos os tempos”, completou.

Na terça-feira, a comitiva da Fifa visitará Fortaleza e Salvador . Na quinta-feira, haverá uma reunião com o COL no Rio de Janeiro. Faltando menos de três anos para o Mundial, a entidade planeja visitas ao Brasil a cada dois meses. Todas as 12 sedes receberão a comitiva até o final de 2012.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.