Tamanho do texto

Para 'decisão', técnico Waldemar Lemos não poderá contar com Kieza, suspenso. Visitante não vence há um mês

Tanto Náutico, quanto Vila Nova não sabem o que é vencer há um bom tempo - o jejum do Timbu é de quatro jogos, enquanto o do Colorado é de cinco. Nesta terça-feira, às 20h30 (de Brasília), eles se enfrentam nos Aflitos para tentar retomar o caminho das vitórias e alcançar suas metas na Série B. Os pernambucanos procuram manter-se no G4 da tabela, diferentemente dos goianos, que querem deixar as últimas posições do campeonato.

Sem triunfar desde o confronto com o ABC-RN, em 27 de setembro, o Náutico já vê sua vaga entre os quatro primeiros ameaçada. O último resultado, porém, não foi de se lamentar. O empate fora de casa com o Americana, deixou ambas equipes empatadas com 50 pontos, apenas três à frente do Boa Esporte, que vem em franca ascensão. Por isso, o duelo com o Vila Nova é visto como decisivo nos Aflitos.

"Tem que ser encarado como o último jogo das nossas vidas, uma decisão de campeonato e do nosso futuro também. Não importa quem faça o gol, o que queremos é vencer e sair de casa com os três pontos ganhos. Não podemos mais perder pontos bobos, principalmente para equipes que estão na parte baixa da tabela. Já erramos o que poderíamos errar. Agora, temos que voltar a jogar bem e vencer", declarou o volante Derley.

Para a 'decisão', o técnico Waldemar Lemos não poderá contar com Kieza, suspenso. Para a vaga do atacante o treinador tem cinco opções e ainda não decidiu quem será o escolhido. Jeferson, Joelson, Paulo Sérgio, Rafael Xavier e Moisés brigam para substituir o artilheiro.

No Vila Nova, a situação é crítica. Sem vencer desde 20 de setembro, quando também bateu o ABC-RN, o Colorado caiu para a 18ª colocação, com 29 pontos, sete a menos que o primeiro time fora da zona de rebaixamento. E apesar de faltarem apenas oito rodadas para o término da competição, os goianos adotam um discurso otimista.

"Jamais vou desanimar e inclusive pedi isso para o grupo. Não quero nem pensar em rebaixamento. Existe uma mobilização muito grande por parte de todos. Fácil não vai ser, mas eu vou trabalha rmuito e cobrar dos meus jogadores para conseguir reverter essa situação", disse o técnico Roberto Cavalo, que estreou no comando do Vila Nova com derrota para o Paraná, no sábado.

Cavalo terá os retornos do zagueiro Gabriel e do volante Adilson, que cumpriram suspensão na última rodada. O treinador não terá desfalques.

FICHA TÉCNICA
NÁUTICO X VILA NOVA

Local: Estádio dos Aflitos, em Recife (PE)
Data: 18 de outubro de 2011, terça-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Charles Hebert Cavalcante Ferreira (AL)
Assistentes: Pedro Santos de Araújo e Otávio de Araújo Neto (ambos de AL)

NÁUTICO: Gideão; Peter, Ronaldo Alves, Diego Bispo e Airton; Everton, Elicarlos, Derley e Eduardo Ramos; Lenon e Rafael Xavier
Técnico: Waldemar Lemos

VILA NOVA: Michel Alves; Gabriel, Ben-Hur, Henrique e Jorge Henrique; Juninho, Adilson e David; Jô, Betinho e Roni
Técnico: Roberto Cavalo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.