Tamanho do texto

São Paulo voltou a jogar mal e foi eliminado da Copa Sul-Americana ao ser derrotado pelo Libertad por 2 a 0 no Paraguai

Fora da Copa Sul-Americana , o São Paulo enfrenta sua dura realidade no Campeonato Brasileiro, no qual não vence há sete rodadas e está em sexto lugar. Se ser campeão é um sonho - o líder Vasco está a oito pontos e faltam sete partidas -, a vaga na Libertadores também está bem complicada. E, na opinião dos principais jogadores do elenco, não passa de esperança de acordo com o que tem sido mostrado em campo.

EFE
Libertad não teve grandes dificuldades para eliminar São Paulo da Copa Sul-Americana
"Se continuarmos jogando desse jeito, não vamos a lugar algum. Não vencemos há vários jogos e precisamos melhorar muito", criticou Luis Fabiano, bastante duro em relação à fase da equipe. "Conseguir a vaga na Libertadores já seria uma grande conquista porque há no futebol brasileiro várias equipes melhores do que nós".

LEIA TAMBÉM: Leão não resolve e São Paulo é eliminado da Copa Sul-Americana

A preocupação aumenta porque ainda existem até na diretoria discursos de que a meta é o título. Juan, por exemplo, entre palavras de necessidade de vitória imediata no domingo, já minimiza o aspecto decisivo do jogo de domingo, contra o Vasco. "Se perdemos, o título fica difícil, mas a vaga na Libertadores não será decidida nessa rodada".

São declarações como essa que fizeram Rogério Ceni optar por cobranças consideradas exageradas com exigência de vitória há cinco rodadas. E é por isso que o capitão deixou o estádio Nicolás Leoz após a derrota por 2 a 0 para o Libertad , no Paraguai, pela Sul-Americana, pedindo menos imaginação e mais olhos na realidade.

E AINDA: Expulso no fim, Juan diz que foi chamado de "macaco" pelo árbitro

"Precisamos de um resultado que nos coloque em uma posição que nos dê direito a brigar pela classificação para a Libertadores. Não adianta pensar em ser campeão. É voltar a pensar em Libertadores porque só nos resta essa opção", alertou o goleiro. "Não conseguimos resultados há sete rodadas. Temos que fazer coisas que não fizemos até agora."

Tanto Rogério Ceni quanto Luis Fabiano não devem estar em campo no domingo , em São Januário. Mas, de fora, exigem respeito à história são-paulina. Se for para pensar em ser campeão como alguns no clube, então que a atitude seja drasticamente alterada já neste fim de semana.

"A partir do momento em que se veste a camisa do São Paulo, a responsabilidade é de tentar conquistar títulos. Obviamente está muito difícil, reconhecemos, mas existe a possibilidade e temos que honrar esse time de muito tradição e de chegada. E não é só falando. É agindo e trabalhando para melhorar", discursou Luis Fabiano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.