Tamanho do texto

Na visão do treiandor, defesa do time está boa, mas ataque deixou a desejar no Campeonato Paulista

Depois da campanha no Campeonato Paulista, na qual acabou sendo eliminada nas quartas de final, perdendo para o São Paulo, a Portuguesa precisa de mais gols para se dar bem na Série B. De acordo com o técnico Jorginho, a defesa está boa, mas o problema está na hora de finalizar.

"Estou satisfeito com a defesa, pois tomamos poucos gols. Quase ninguém fez muitos gols em nós desde que assumi. Só o Santos fez três e o São Paulo e o Noroeste fizeram dois. Em metade dos jogos, não tomamos gols", analisou o treinador. "Normalmente, um time começa por um grande goleiro e o Weverton é isso, mas também temos que ter um atacante para fazer o gol. Estamos criando, mas nosso índice de gol é muito pequeno".

Jorginho disse estar trabalhando neste ponto, mas, segundo ele, não é fácil encontrar atletas que marquem gols. "Temos grandes jogadores, mas é raro ter alguém que tenha facilidade com o gol. O Cruzeiro, por exemplo, quando mais precisou, não conseguiu marcar", exemplificou.

O treinador, no entanto, tem a receita para sair desta situação, da qual não culpa só os atacantes: laterais, zagueiros, volantes e meias também tem que marcar. "Se você conseguir dividir os gols entre defensores, meio-campistas e atacantes, todos fazendo gols, você chega ao equilíbrio que todo técnico quer ter", afirmou, lembrando que tem jogadores de defesa que possuem qualidade para ajudar no ataque.