Tamanho do texto

Técnico não teve sete jogadores na partida contra o Grêmio, 1 a 0, neste domingo na Vila Belmiro

Após a derrota para o Grêmio, por 1 a 0,neste domingo , o técnico do Santos , Muricy Ramalho, lembrou as ausências que o seu time teve na partida. Foram sete desfalques. Além de Pará, Elano e Paulo Henrique Ganso, que se recuperam de lesão, Felipe Anderson, que está com a seleção brasileira na disputa do Pan de Guadalajara, Crystian e Neymar, suspensos, Muricy ainda perdeu Léo, que não conseguiu se recuperar da tendinite a tempo de entrar em campo.

CAMPEONARO BRASILEIRO: Confira a classificação e a tabela


"Dos últimos seis jogos, ganhamos apenas um. Não estamos em uma boa fase e eu seria covarde se chegasse aqui de novo para dar desculpa, mas não dá para negar que estamos com excesso de desfalques. A gente não tem um time, está mexendo demais e isso dificulta muito. Não adianta, tem que reconhecer que não está bem e melhorar", disse o técnico do Santos.

Sem Neymar, Muricy escalou Rentería na derrota para o Grêmio
AE
Sem Neymar, Muricy escalou Rentería na derrota para o Grêmio


Para Muricy Ramalho, o Santos não conseguiu executar dentro de campo o que vem treinando simplesmente pelo fato de não poder contar com todos os jogadores à disposição e, por isso, ter que ficar mudando o time.

Na próxima quarta-feira, o Santos enfrenta o Botafogo, em rodada atrasada do Campeonato Brasileiro. Os cariocas devem ser ainda mais perigosos, pois uma vitória os coloca na liderança da competição.

* com agência Gazeta Esportiva

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.