Tamanho do texto

Segundo Ramon Cugat, um dos médicos responsáveis pela cirurgia do atleta, a possibilidade dele jogar é pequena, mas existe

AP
Com a perna imobilizada após fratura na tíbia, David Villa conversa com companheiros do Barça no Mundial
Após fraturar a tíbia esquerda durante partida contra o Al Sadd (Catar), pela semifinal do Mundial de Clubes , o atacante David Villa , do Barcelona , foi operado nesta segunda-feira em uma clínica da cidade espanhola e teve o prazo para voltar aos gramados diminuído pelos médicos. Em vez de seis meses, a recuperação do jogador deve durar entre quatro e cinco meses, o que lhe dá chances, mesmo que mínimas, de atuar ainda na temporada 2011/2012.

Leia também: Barça derruba médias e transforma Santos em 'freguês tcheco'

"A possibilidade de Villa jogar nesta temporada é pequena, mas não podemos descartá-la. O prazo é curto, mas as chances de um retorno mais rápido dependem de fatores como a ansiedade e estado de espírito durante a recuperação", explicou Ramon Cugat, um dos médicos responsáveis pela cirurgia, ao ser perguntado sobre as chances de o atacante jogar no dia 19 de maio, data da final da Liga dos Campeões da Europa , que srá disputada em Munique.

Antes de iniciar o longo processo de recuperação, Villa vai permanecer por mais três ou quatro dias internado na clínica em que foi operado. Quando deixar o local, ele deve ser homenageado junto com o restante do elenco pelo título Mundial .

Mesmo sem poder contar com o atacante, o Barça goleou o Santos por 4 a 0 na final de domingo e conquistou o bicampeonato do Mundial de Clubes. Após a vitória, os jogadores do clube espanhol dedicaram o troféu para o companheiro machucado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.