Tamanho do texto

Volante está atuando improvisado na ala direita, no lugar de Cicinho que está machucado

Nas “aventuras” de Felipão, Márcio Araújo é um dos atletas que mais muda de posição. O volante jogou por muito tempo como lateral direito até a chegada de Cicinho. Agora com a lesão do camisa 2, o atleta do Palmeiras volta a atuar pela ala e tenta esquecer a preferência para ajudar o treinador.

"Eu sempre deixei claro que gosto de atuar como volante, mas também me sinto à vontade como ala. O Felipão conversa muito comigo e às vezes me coloca nessa função nos treinamentos para eu ir aperfeiçoando. Se precisar atuar como lateral novamente nas próximas rodadas, não terá problema”, disse o camisa 8.

Siga o Twitter do iG Palmeiras e receba as notícias do seu time em tempo real

Fica claro que o Palmeiras sente a falta de Cicinho na hora de armar o jogo. Na hora de marcar os adversários, no entanto, Márcio Araújo não sente dificuldade, afinal, sua posição de origem é talvez a que mais precisa roubar bola, ao lado dos zagueiros.

"Fico feliz de ter ido bem mesmo não sendo minha posição de origem. Mas é algo que já estou acostumado e sempre que for necessário, estou preparado para ajudar o time e o treinador", disse o atleta.

Coloque seu time em 1º lugar no ranking da Torcida Virtual do iG Esporte

Após o treino desta sexta-feira, na Academia de Futebol, os jogadores do Palmeiras já vão para uma concentração antecipada para encarar o Atlético-GO, no Serra Dourada. O jogo é no domingo, às 18h. Ele afirma que o triunfo diante do Ceará no Canindé dá mais confiança para a equipe atuar fora de casa.

"Foi uma vitória que, com certeza, tirou um peso das costas. Precisávamos muito desses três pontos e agora vamos com mais confiança e tranquilidade para enfrentar o Atlético. Jogar no Serra Dourada é sempre muito difícil, mas se mantivermos essa determinação, podemos surpreender”, finalizou Araújo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.