Tamanho do texto

Treinador mantém base da seleção para enfrentar a Alemanha, mas tem dúvidas nos volantes, na armação e no ataque

Com o time em construção, como afirma desde a eliminação para o Paraguai nas quartas de final da Copa América , Mano Menezes manteve uma base na convocação da seleção brasileira para o amistoso contra a Alemanha, dia 10 de agosto em Stuttgart , mas mostrou que tem dúvidas em algumas posições e fará testes já contra os alemães.

A lateral esquerda, a dupla de volantes, um ajudante para Ganso na armação e até centroavante são postos que não convenceram na Argentina e, analisando a lista, podem ter trocas significativas já na Alemanha. A próxima competição oficial com a seleção principal será somente em junho de 2013, na Copa das Confederações – antes tem os Jogos Olímpicos de 2012, em Londres, mas com um time sub 23 reforçado por três “veteranos”.

Renato Augusto vai ser testado agora como armador auxiliar
AFP
Renato Augusto vai ser testado agora como armador auxiliar


“O momento ainda é de transição e temos que suportar essa transição e encontrar jogadores confiáveis para todas as posições. Ainda temos um tempo até 2014 e temos a necessidade de colocá-los em campo para sabermos o quanto podem render. Nesse processo, os mais experientes são importantes”, disse Mano.

Os 11 titulares na Copa América foram chamados, o que mostra que a base está mantida. Mas a convocação de Lucio, que em 2014 terá 36 anos, surpreendeu e mostra que talvez o zagueiro e capitão não fosse apenas uma solução de emergência para vencer uma Copa América que seria (e foi) dura. Chamou a atenção também a ausência de um lateral-esquerdo reserva, o que deve fazer Mano usar opção que rechaçava na Argentina: Daniel Alves como lateral-esquerdo. Veja abaixo o que pode mudar na seleção:

Lateral esquerda
André Santos foi o titular na Copa América, sem ser ameaçado por Adriano, que não treinou bem. Como não terá reserva na Alemanha, Mano deixou em aberto na entrevista que concedeu testar D aniel Alves na função, algo que rechaçava na Copa América porque, segundo ele, geraria a insatisfação de dois jogadores (André e Daniel), o que atrapalharia o ambiente . Como Alves não deve voltar para a direita, já que Maicon ganhou a vaga, pode ser usado na carente esquerda sem reclamar.

Volantes
Renato Augusto vai ser testado agora como armador auxiliar
AFP
Renato Augusto vai ser testado agora como armador auxiliar
A dúvida do treinador é na função de primeiro volante, o protetor da zaga. Para segundo, é o titular, mas nada que não possa mudar. Lucas Leiva fez uma Copa América razoável, liderando por exemplo o fundamento de roubadas de bola na seleção, mas não é unanimidade. Por isso Ralf será testado (ao menos nos treinos) e Luís Gustavo, jogador de 24 anos sem passagens por grandes no Brasil (joga no Bayern de Munique) é uma opção para atuar pela esquerda. Este também pode ser usado como lateral e até zagueiro.

Armação
Falta alguém para ajudar Ganso. Mas quem? Jadson foi usado contra o Paraguai (no 2 a 2 da primeira fase) e até fez gol . Só que não agradou a ponto de nem ter sido chamado para enfrentar os alemães. Mano vai observar dois atletas que já usou, Renato Augusto e Fernandinho, que talvez possam render bem sem ser o principal responsável pela armação. Robinho foi testado assim contra o Paraguai (no jogo da eliminação) e foi bem.

Centroavante
Pato mão rendeu o esperado na Copa América , apesar dos dois gols contra o Equador. Se algum meia encaixar bem ao lado de Ganso, Mano poderia até jogar sem um atleta mais fixo e usar Robinho e Neymar no ataque. Mesmo assim, Mano quer observar Jonas porque acredita que ele possa ficar menos isolado e se aproximar mais de Robinho e Neymar. – esta é uma opção para o segundo tempo na Alemanha.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.